Niterói tem mais de 3.000 curados de covid-19 e apenas 35% de leitos ocupados

Em pronunciamento nas redes sociais, prefeito Rodrigo Neves apontou ações preventivas e de mitigação da crise da pandemia

Por O Dia

De 468 leitos exclusivos para o tratamento do coronavírus na cidade, entre redes pública e privada, 161 estão hoje ocupados
De 468 leitos exclusivos para o tratamento do coronavírus na cidade, entre redes pública e privada, 161 estão hoje ocupados -
Niterói superou a marca dos três mil pacientes curados da covid-19. A informação foi confirmada nesta quarta-feira (17) pelo prefeito Rodrigo Neves, em pronunciamento por vídeo ao vivo nas redes sociais. De acordo com o boletim epidemiológico, a cidade contabiliza um total de 4.139 casos confirmados de infectados pelo novo coronavírus, com 840 em isolamento domiciliar sendo acompanhados pela Fundação Municipal de Saúde e 169 mortos. O chefe do Executivo niteroiense enfatizou que isso só foi possível graças ao isolamento social rígido e a conscientização de cada cidadão durante a pandemia.
“Temos mais de 75% de curados em relação ao total de infectados. Isso provavelmente significa que temos o menor número de casos ativos das últimas seis semanas em Niterói. O início do plano de transição gradual para um novo normal, em 21 de maio, manteve um padrão de queda do ciclo de epidemia em Niterói. Esse é um dado extremamente importante que mostra que estamos conseguindo vencer a batalha contra a doença”, afirmou o prefeito.

Rodrigo Neves ressaltou que Niterói está conseguindo realizar a transição gradual para um novo normal com a retomada responsável de algumas atividades e, ao mesmo tempo, reduzir o avanço da epidemia e também a taxa de ocupação de leitos públicos e privados. Segundo ele, de 206 leitos exclusivos para covid-19 na rede privada, 70 estão ocupados. Na rede pública municipal, de 262 leitos, a ocupação é de 91. “De 468 leitos exclusivos para o tratamento do coronavírus em Niterói, somando as redes pública e privada, apenas 161 estão ocupados, o que mostra uma taxa de ocupação de cerca de 35% neste momento na cidade”, detalhou.

O prefeito destacou ainda que Niterói tem hoje a menor taxa de transmissão da covid-19 desde o início da pandemia e lembrou as mais de 40 medidas adotadas pela gestão municipal no combate ao avanço do coronavírus na cidade. “Antes do plano de transição gradual, a taxa de transmissão do vírus era o dobro do que temos hoje. Desde 21 de maio, Niterói aumentou o percentual de pacientes recuperados, diminuiu a taxa de ocupação de leitos e reduziu à metade a taxa de transmissão do coronavírus. Tudo graças à conscientização da população e à uma série de ações do poder público. Fomos a primeira cidade do Brasil a fazer a sanitização de ruas e comunidades, implantamos um centro de referência de quarentena, ampliamos a testagem rápida, contratamos mais 1.200 profissionais de saúde, criamos programas de apoio social para as famílias que mais precisam e também medidas de apoio às pequenas e médias empresas”, relembrou Neves. 
O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, reiterou o agradecimento a todos os profissionais, desde os que estão na administração das unidades de saúde até os que atuam na linha de frente no atendimento aos pacientes com coronavírus, e falou também da importância dos novos leitos exclusivos para a covid-19. “Essa conquista de cumprir, mais uma vez, a meta com a ampliação dos leitos reforça que estamos no caminho certo, com responsabilidade, fazendo um plano de transição gradual para o novo normal com a infraestrutura necessária para garantir segurança e continuar preservando e defendendo a vida dos niteroienses”, pontuou.

Comentários