Enfermeira Bruna Lemos, de 35 anos, foi a primeira profissional de Saúde de Niterói a tomar a vacina contra a Covid-19 - Divulgação
Enfermeira Bruna Lemos, de 35 anos, foi a primeira profissional de Saúde de Niterói a tomar a vacina contra a Covid-19Divulgação
Por O Dia
A enfermeira Bruna Lemos, de 35 anos, foi a primeira profissional de Saúde de Niterói a tomar a vacina contra a Covid-19. Bruna trabalha na linha de frente do Hospital Municipal Oceânico de Niterói, unidade exclusiva para o tratamento de pacientes com Covid-19 pioneira no país. Ele é enfermeira de rotina, ou seja, a profissional que acompanha o dia a dia dos pacientes, da entrada até a alta.

Bruna integra a equipe do Oceânico desde abril, acompanhou a entrada do primeiro paciente e muitas das mais de mil altas que já aconteceram no hospital.


"Esse é o momento mais emocionante do trabalho no Hospital Oceânico: ajudar nossos pacientes a vencerem a Covid-19. Essa vacina nos traz a esperança de voltarmos a viver normalmente e abraçamos as pessoas que amamos", explica.

Ela, que trabalha há 11 anos na Saúde, em especial em unidades de terapia intensiva, tem um filho de dois anos e mora em Várzea das Moças.

"A vacina é a forma mais eficiente de prevenção à Covid-19. Tenho muita esperança que, com a vacinação, essa crise na saúde seja superada e vidas sejam salvas. Acho muito importante todos se vacinarem. Minha família também está mais aliviada em saber que estarei protegida", conta.
Publicidade
Já Clice de Souza Carvalho, de 93 anos, foi a primeira idosa vacinada em Niterói. Ela vive em uma instituição de longa permanência na cidade. A imunização contra a Covid-19 começou nesta manhã no município.

Referência -O Hospital Municipal Oceânico é a primeira unidade exclusiva para o tratamento de pacientes com Covid-19 no país. A Prefeitura de Niterói arrendou as instalações de um hospital privado, que estava fechado, realizou obras de adequação na unidade e começou a receber os primeiros pacientes em menos de um mês. A unidade possui 136 leitos com respiradores para pacientes com a doença e é mantido com recursos da Prefeitura.

“Trabalhamos diariamente com muito empenho nas ações de combate à Covid-19 para diminuirmos o impacto da doença. O Hospital Oceânico é uma unidade fundamental para o município, onde temos profissionais competentes e preparados para atuar na assistência aos pacientes com coronavírus”, explica o secretário de Saúde, Rodrigo Oliveira.