As mudanças serão importantes para quando o retorno escolar presencial for possível - Imagem Divulgação
As mudanças serão importantes para quando o retorno escolar presencial for possívelImagem Divulgação
Por O Dia
Niterói - A Secretaria Municipal de Educação e a Fundação Municipal de Educação estão aproveitando o fechamento das unidades em virtude da pandemia do coronavírus, para realizar obras de reforma e manutenção de escolas municipais em Niterói. O cronograma de intervenções segue em diversas unidades para modernizar e aprimorar a infraestrutura da rede. As mudanças serão importantes para quando o retorno escolar presencial for possível, assim como na adequação aos protocolos de segurança contra o coronavírus.


O secretário de Educação, Vinicius Wu, ressaltou que a Prefeitura de Niterói está empenhada em assegurar um retorno seguro as aulas. Para isso, obras e reformas estão ocorrendo em diversas escolas e seguirão, em escala gradativa e organizada, até o fim do ano.

“Vamos decidir em março se adotaremos o modelo híbrido ou se continuaremos com o ensino remoto, de forma responsável e de acordo com a evolução da pandemia. Mas queremos criar as condições para a retomada das atividades escolares, investindo em infraestrutura, inclusão digital e em projetos de reforço escolar. Um grande esforço em defesa da escola pública e do direito à educação”, enfatizou o secretário.

O presidente da Fundação Municipal de Educação, Fernando Cruz, ressalta que uma das metas para os 100 dias de gestão é a conclusão da reforma nas unidades Unidade Municipal de Educação Infantil (UMEI) Prof. Margareth Flores, em São Francisco, UMEI Lizete Fernandes Maciel, no Jacaré, e E.M. Vila Costa Monteiro, no Atalaia, até o fim de março. A modernização de toda a rede segue como um compromisso da gestão.


“Todas as unidades já passaram por algum tipo de intervenção ao longo desses anos. Niterói tem uma rede ampla e qualificada e, de forma escalonada, vamos manter o investimento em infraestrutura e modernização para atender as demandas da comunidade escolar e elevar a qualidade educacional da rede”, afirmou Fernando Cruz.


Os reparos estão ocorrendo simultaneamente em diferentes unidades, desde as mais simples às reformas estruturais. As intervenções incluem a pintura interna e externa das unidades; reforma e construção de salas, pátios e quadras; melhorias nos telhados; troca de portas e janelas; padronização do laboratório de informática; e reforma de refeitórios e cozinhas, entre outros.


O início do calendário escolar da rede municipal está previsto para o dia 25 de março. A Prefeitura de Niterói vai avaliar, em conjunto com as secretarias de Saúde e Educação, se o retorno às aulas será no formato híbrido (semipresencial) ou remoto. Cada escola elaborou o seu próprio plano local de volta às aulas, seguindo as diretrizes das organizações de saúde, mas levando em consideração suas especificidades. Caso o retorno híbrido seja adotado, todas as unidades serão sanitizadas e adequadas aos protocolos de segurança.