Ao longo da história da humanidade, mulheres em cargos de liderança foram responsáveis por grandes feitos tecnológicos
Ao longo da história da humanidade, mulheres em cargos de liderança foram responsáveis por grandes feitos tecnológicosFoto Assessoria
Por Luciana Guimarães
Fato: a participação feminina está cada vez mais em alta no empreendedorismo tecnológico e negócios em geral. De acordo com um estudo de 2015 da consultoria McKinsey, considerando projeções até 2025, a redução do gap de gênero entre homens e mulheres poderia incluir 240 milhões de trabalhadoras no mercado de trabalho, além de resultar em um crescimento econômico de 12 a 28 trilhões no PIB dos países anualmente.

Dentro dessa estatística está a Daniele Soares, fundadora da Redesign Consultoria de Transformação. Ela está a frente desse processo que fez a ela mesma em 2014 quando desde então surgiu a necessidade de elaborar uma alternativa completamente original para REDESENHAR pessoas, processos e negócios com o propósito 'Ser Melhor Fazendo o Outro Melhor'.

"Diante da 4ª Revolução, precisamos da tecnologia como uma grande força para automatizar e trazer escalabilidade mas temos que ir além, temos que repensar as estruturas, os modelos de negócios, adaptando e mudando o mindset das pessoas com os seus trabalhos e proporcionando a realização de tarefas mais nobres onde poderão utilizar e desenvolver suas habilidades. Precisamos fazer esta transformação de forma amigável e responsável.", afirma Daniele Soares.

Nascida e criada com a inquietação de sempre Ser Melhor, a Redesign tornou-se a primeira empresa de consultoria empresarial de transformação no Brasil, fundada e dirigida por uma mulher. Hoje é referência na criação de soluções concretas que impulsionam empresas a ocuparem espaço na Nova Era da Tecnologia.

"Independentemente da área de atuação, a transformação digital trouxe desafios para todas as empresas. E aprender a lidar com tais transformações exige uma adaptação contínua de pensamento. O mindset digital é exatamente isso: adaptar o pensamento diante desta nova realidade tecnológica, ou seja, a nova era digital. É entender o que é a tecnologia e como ela irá impactar a cultura da organização, o trabalho de seus colaboradores e a vida dos seus clientes.", complementa.

Em resumo, a igualdade de gênero, além de ser um direito humano, também traz benefícios econômicos e científicos para a sociedade frente às invocações digitais.

Daniele Soares tem em sua formação em negócios, pós-graduação em liderança, inovação e gestão, bem como certificações em RPA. Também é palestrante, trabalha com inteligência artificial, mas é no ser humano que encontra motivos para transformar.
Acreditando num futuro melhor para todos, a Redesign, hoje, realiza diversos projetos exclusivos e customizados para empresas de diversos segmentos e tamanhos. Os projetos são divisores de água nas companhias e potencializam a transformação das empresas com agilidade e eficiência, tornando-as mais competitivas e atraentes. Segundo pesquisa da britânica Deloitte, 51% das empresas estão atualmente no processo de redesenhar suas organizações para modelos de negócios digitais.

A rejeição às mudanças nos ambientes internos das empresas ainda é muito comum. Mas é natural que o ser humano resista às inovações em um primeiro momento. Historicamente sempre foi assim. Mas, após experimentar a tecnologia e as melhorias que são proporcionadas, passam a desejá-las. " É por isso que trabalhamos todos os dias, para sermos melhores e fazer estas pessoas muito melhores também", diz Daniele Soares, a CEO da Redesign.
Publicidade
Ao longo da história da humanidade, mulheres em cargos de liderança foram responsáveis por grandes feitos tecnológicos. E temos muitos exemplos inspiradores: a matemática Ada Lovelace trabalhou em conjunto com Charles Babbage na Universidade de Londres e desenvolveu uma forma de programar máquinas com algoritmos matemáticos. Hedy Lamarr foi co-inventora do sistema que serviu de base para as tecnologias wireless. Grace Murray Hopper foi a inventora responsável do primeiro compilador de código e co-inventora do COBOL. Já Shirley Ann Jackson foi responsável por lançar as bases para soluções que revolucionaram as telecomunicações. Isso mostra que as empresas de tecnologia devem abrir espaço para a diversidade não só em cargos de liderança, mas também nos demais ambientes da empresa.

Liderando iniciativas com o uso de tecnologias de ponta, a Redesign hoje também é responsável pela construção de centros de excelência de operações (RPA COE). Conduzindo de ponta a ponta as estratégias, Business Cases e implementações das automações de processos/RPA e se destacando ainda mais com o desenvolvimento de inteligência artificial para grandes casos de uso na construção de automações de processos inteligentes.

Um futuro sendo construído de forma responsável e amigável. Este é o caminho que hoje a Redesign se dedica a construir, com iniciativas inclusivas onde irão profissionalizar e preparar profissionais para os novos papéis diante da nova era.