Por leandro.eiro

Itatiba (SP) - Difícil mesmo é perceber, sem um olhar bastante criterioso, quais foram as mudanças na linha 2014 do Land Rover Range Rover Evoque. Afinal, são quase imperceptíveis, uma vez que se restringem em novas cores externas e de acabamento interno, além de rodas e retrovisores redesenhados. As principais novidades, contudo, ficam ocultas. É o caso do câmbio automático de nove marchas, do motor com ‘start/stop’ e das tecnologias embarcadas.

Por fora nada é diferente%2C as por dentro muitas novidadesDivulgação


Produzida pela alemã ZF, a nova caixa trouxe melhorias no consumo de combustível e nas emissões de gases poluentes da linha 2014 do Evoque. Tal característica se deve em função do câmbio ter relações de marchas bem curtas e trabalhar em baixas rotações, geralmente abaixo dos 2,5 mil rpm, como percebemos no test-drive (na página 2). Não por acaso, a Land Rover garante que o Evoque está 20% menos poluente e até 20% mais econômico na estrada, enquanto que na cidade a economia fica entre 10% e 12% — o ‘start/stop’, que desliga o motor em paradas curtas, também contribui para economizar combustível.

Outra novidade do Evoque é o novo controle de cruzeiro. Agora o sistema passa a contar com tecnologia batizada de Queue Assist. Esta, após ser programada a velocidade que se deseja, é capaz de frear automaticamente o Evoque ao se aproximar muito de um veículo mais lento que esteja à frente. Em seguida, com a pista livre, o sistema acelera até a velocidade programada — o condutor só precisa manter a trajetória do SUV.

Desenho consagrado quebrou os paradigmas com formas exclusivasDivulgação


O torque sempre na hora certa

Dirigir o Ranger Evoque é garantia de prazer. Graças a dois fatores que foram facilmente percebidos durante test-drive. Um é o conforto. Outro é o conjunto dinâmico — motor/caixa/suspensão.

No primeiro item, destaque para o habitáculo. Requintado, tem acabamento esmerado, com farta utilização de materiais em couro. Bancos envolventes e comandos intuitivos e ao alcance das mãos tornam a direção confortável — a suspensão independente contribui para o conforto, pois absorve todas as imperfeições.

O Range Rover Evoque chega em cinco versões%2C com preços que partem de R%24 192 milDivulgação


Nos trechos urbanos e de rodovia, o Evoque se mantém soberano. O câmbio tem trocas suaves, sempre pronto para garantir a marcha correta. Caso o motorista deseje mais vigor, basta acionar o modo ‘Sport’ ou realizar as trocas manualmente através de borboletas atrás do volante. Em conjunto com o motor 2.0 com 240 cv, o Evoque mostra-se sempre ágil nas acelerações e retomadas.

No off-road, o Range Rover não é medroso. Apesar de poucos donos do SUV colocarem o carro no fora de estrada, o modelo tem recursos capazes de tornar a vida do motorista bastante segura. Basta usar o sistema ‘Terrain Response’, que pode atuar automaticamente ou manualmente para trafegar em pisos com cascalho, escorregadio, com neve, areia, lama ou asfalto.

O Evoque atravessa trecho de trilha difícil em rochas. O modelo tem capacidade real de fazer peripécias%2C com seletor rotativo de funções off-roadDivulgação


Com essa tecnologia, preço maior

O Land Rover Range Rover Evoque chega ao Brasil em cinco diferentes versões de acabamento. A de entrada é a Pure, que custa R$ 192 mil. Já a Prestige tem preço sugerido de R$ 219.100, enquanto que a Dynamic sai a R$ 227.200. As versões topo de linha são a Prestige Tech, que pode ser adquirida por R$ 271.900, e a Dynamic Tech, com preço de R$ 277.900.

Você pode gostar