Por leandro.eiro

Rio - A organização do Salão de Nova Iorque confirmou que a Alfa Romeo volta aos EUA 20 anos depois, com a exibição do esportivo 4C, na mostra que começa dia 18 de abril.

Alfa Romeo 4C%3A excelente relação peso/potênciaDivulgação


A intenção da Fiat Chrysler nunca foi dissimulada e desde 2012 o CEO do grupo, Sergio Marchionne, fala que a Annonima Lombarda Fabrica Automobili, ALFA, ensaia a reentrada em um dos maiores mercados do mundo. Como deixou o país com o rabo entre as pernas, com pós-venda deficiente e muitas críticas, a marca terá que chegar em grande estilo, com seu novíssimo 4C.

O modelo (na foto o cabriolet, ainda não lançado) é um esportivo puro, compacto, com carroceria leve e potência de 240 cv. Não parece muito, mas é suficiente para levá-lo da imobilidade aos 100 km/h em 4,5 s.
O Alfinha usa a boa ideia dos europeus, notadamente dos ingleses, de explorar a relação peso/potência, com motores nem tão grandes, mas uma estrutura aliviada ao limite, com o uso extensivo de fibra de carbono e alumínio.

Para se ter uma ideia, a 4C é do tamanho aproximado de um Fiat Punto e pesa menos que uma tonelada.

Giulietta%3A vem na carona do 4CDivulgação


Nos EUA o modelo está causando muita expectativa. É chamado de ‘sexy sport car’, em alusão clara ao Cuore Sportivo, o coração esportivo da Alfa, em destaque frontal no modelo. Como ainda não tem rede concessionária, será ofertado nas lojas da Maserati, outra marca de luxo do grupo.

Para os alfistas do Brasil, a expectativa é de que a marca volte já em 2015, com o 4C, que é visto em testes, sob camuflagem leve, em vários lugares do país. Com ele devem desembarcar a Alfa MiTo e a Giulietta, obras primas da escultura e da cultura automotiva italianas.

Você pode gostar