O Ka + na estrada

Pela primeira vez no mundo o sedã Ford em teste longo

Por leandro.eiro

Trancoso (BA) - Nós que testamos carros somos questionados sobre qual é o melhor. A resposta, subjetiva, envolve não só qualidade, como a relação custo/benefício, aptidões e expectativa de uso do comprador. Eu respondo que a maioria dos carros eu não compraria. Alguns eu compraria. Nesta lista estreita entra o novo Ka+.

Linhas bem resolvidas%2C com boa aerodinâmica%2C espaço interno e mecânica fina são pontos altosMarcellus Leitão / Agência O Dia


O modelo que usamos por quase 1.400 quilômetros, em absoluta primeira mão mundial, uma vez que vai para diversos mercados, mostrou que o Ka+ tem muito mais virtudes que defeitos. Os defeitos, é claro, estão lá, e são visíveis como a tampa externa do tanque que teimava em não fechar, alguns acabamentos internos etc. A equipe da Ford me avisou que é um pré-série.

Mas as virtudes deste simpático compacto conseguem ultrapassar em muito seus defeitos, que até a entrada no salão das concessionárias, dia 15 de outubro, podem ser resolvidos. Entre os pequenos pecados estão o controle manual dos retrovisores, a regulagem do encosto do banco por alavanca, com acesso complicado pelo curso do cinto de segurança.

Deixamos o lançamento em Porto Seguro (BA), no fim da tarde para uma viagem longa em três etapas. A primeira delas nas grandes retas da BR 101 até Vitória. Total de 586 km. Acelerações altas e ultrapassagens vigorosas mostraram que o carrinho, completo desde o mais barato, tem um motor bem acertado. O consumo trafegava perto dos 12,7 km/l.

Sync%3A conectividade está na nova geração do KaMarcellus Leitão / Agência O Dia


Soluções

Em curso, era possível perceber que o acabamento é bem razoável para um carro que custa entre R$ 42,5 mil (o 1.0) e R$ 47,5 mil (modelo testado). O espaço interno me abriga na frente e no banco de trás sem apertos. Vale lembrar que estou além da média, com 1,88 m. Chama a atenção a visibilidade e a ergonomia bem resolvidas, com painel analógico simples e visível, computador de bordo digital, completo e o sistema Sync de multimídia, exigência do momento.

Os bancos envolvem bem o corpo para uma longa viagem e o porta-malas surpreende com 445 litros. Boa solução na dobradiça pantográfica com amortecedor, que não ocupa espaço das malas. Pecado no estepe temporário, com as incertezas de rodovias esburacadas.

Na serra%2C o bom acerto de suspensão facilitou a viagemMarcellus Leitão / Agência O Dia


Sob o capô, um motor de quatro cilindros 1.5 litro 16V e 105 cv, acoplado a câmbio manual de cinco marchas. Outro destaque do carro, o motor tem alto torque desde as baixas rotações e, bem usado por uma relação de marchas acertada, faz o rendimento do Ka+ excepcional. Consumo idem e prazer de dirigir também. A BR 101 perto de Campos está impossível, com enormes filas de caminhões. A saída pela direita foi para Bom Jesus de Itabapoana (ES) depois Pádua (RJ). O asfalto irregular premiou a suspensão confortável.

Curvas de alta e de baixa velocidades em direção à Pádua e Nova Friburgo ficam para trás sem problemas com a boa aderência e estabilidade. Para meu gosto, a suspensão pediria somente acerto um pouco menos reativo de amortecedores dianteiros.

O motor emite pouco ruído, mas a aspereza do solo é bem sentida por quem dirige. O ar-condicionado de alta vazão mostra preocupação com o clima de algumas regiões e os espelhinhos atrás do para sol agradam às mulheres. Em Friburgo, aos 1190 quilômetros, pausa para o segundo round, até o Rio, com mais 167 quilômetros. Agora com o tanque cheio de etanol. Motor pouco áspero, potência elevada para 110 cv e bom consumo médio de 11,2 km/litro. Serra de novo, em descendente e a eficiência da suspensão à prova. Ela é firme e muito boa.

Banho merecido na chegada ao RioMarcellus Leitão / Agência O Dia


O modelo de belas linhas não chama muito a atenção nas ruas, como aconteceu com o primeiro Ka, uma polêmica em cada esquina. Mas este, na hora de andar, é bem melhor.

A marca vende este lançamento mundial a partir de 15 de outubro. Em novembro chega a versão 1.0. Já disponível o hatch 1.0 que terá em breve uma versão Sigma 1.5.

O lançamento do novo Ka ocorrerá no dia 15 de outubroMarcellus Leitão / Agência O Dia


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia