Jovem tem mãos queimadas por não pagar conta em lanchonete de SP

Dona do estabelecimento é suspeita de ter encomendado agressão para traficantes de drogas

Por helio.almeida

Um cliente foi queimado na tarde desta segunda-feira por supostamente não pagar os lanches que consumiu no local, de acordo com informações da Polícia Civil de São Paulo. A dona do estabelecimento, é suspeita de ter encomendado as agressões para traficantes de drogas no bairro Luiza Girardi, segundo o delegado José Augusto Franzini.

O homem, de 23 anos, teve as duas mãos queimadas em uma chapa de uma lanchonete que fica em Brodowski, a pedido da mulher, de 43 anos. Segundo o delegado, a vítima pedia os lanches para depois pagar, mas o pagamento não ocorreu e a suspeita teria pago a traficantes que o agredissem. Além de terem queimado as duas mãos do rapaz, o rapaz foi levado a um canavial, onde deram pauladas em sua cabeça.

A vítima, que conseguiu pedir socorro, foi encaminhada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) à unidade mista hospitalar de Brodowski com queimaduras de segundo grau nas mãos e um corte na cabeça. A dona da lanchonete foi presa e encaminhada para a Cadeia Feminina de Cajuru (SP).

Um jovem de 18 anos suspeito de cometer as agressões será encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Pontal (SP). Ambos responderão por tentativa de homicídio. Outras duas pessoas – o filho da proprietária do estabelecimento e uma mulher também suspeita de envolvimento no caso – foram ouvidas na delegacia e liberadas.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia