Preso suspeito de matar comerciante em pizzaria de São Paulo

Jovem de 19 anos negou participação no crime. Polícia procura ocomparsa

Por helio.almeida

São Paulo - A polícia prendeu na madrugada desta terça-feira um suspeito de ter matado o dono de uma pizzaria e o sobrinho dele na Vila Nova Cachoeirinha, Zona Norte de São Paulo, na noite de domingo. A polícia fazia buscas, na manhã desta terça, pelo segundo suspeito do crime. O jovem tem 19 anos foi detido em uma favela da região, não apresentou resistência, mas negou participação no duplo latrocínio.

Momento em que ladrão entra na pizariaReprodução Internet

O retrato falado ajudou nas investigações. O suspeito, que já tem passagens pela Fundação Casa, teria sido reconhecido por testemunhas. A Polícia Civil divulgou o retrato falado de um dos criminosos na noite desta segunda-feira. A Polícia Civil informa que está empenhada no trabalho de aumentar a taxa de esclarecimento dos latrocínios, que é o roubo seguido de morte.

As câmeras de segurança da pizzaria registraram a ação dos suspeitos. O assalto foi às 23h20. Os ladrões chegaram e dominaram um casal que estava do lado de fora da casa. Eles entraram e renderam o comerciante Reginaldo Vizani. Um dos criminosos tinha uma arma em cada mão e bateu com elas no peito de Reginaldo que que segundo depois disparou acertando o peito da vítima.

O sobrinho do dono da pizzaria, Felipe Vizani, de 19 anos, tentou segurar um dos ladrões pela perna, mas o outro criminoso, que já havia matado o comerciante, voltou e disparou quatro vezes e também matou o sobrinho de Reginaldo. Segundos depois, os ladrões que saíram correndo voltaram para pegar a carteira que tinha ficado no chão. Um dos tiros atingiu a perna de um pizzaiolo.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia