Manifestantes fecham Avenida Afonso Pena, em BH

Eles reivindicam a entrada de alimento para as pessoas que ocupam a Prefeitura

Por julia.amin

Belo Horizonte - Um grupo de manifestantes fechou a Avenida Afonso Pena, em Belo Horizonte. Eles reivindicam a entrada de alimentos para cerca de 70 pessoas que ocupam a sede da Prefeitura da cidade.

A entrada e saída do prédio foram fechadas pela Prefeitura. De acordo com manifestantes, água e luz foram cortadas. Quem está do lado de fora tenta passar alimentos e água pelas grades para os que estão presos no prédio. Durante esta tarde, uma mulher teve que amamentar seu bebê pela grade. Ela foi impedida de deixar o local. 


Os  manifestantes, que estão na Prefeitura, afirmam que o prefeito Márcio Lacerda, há cinco anos no poder, nunca recebeu as ocupações urbanas da cidade. Eles pedem a regularização fundiária, implantação de água, esgoto e energia e o cadastramento de endereços de oito ocupações.

No início da tarde, a assessoria da administração municipal divulgou nota afirmando que o secretário de Governo, Josué Valadão, conversou com os manifestantes. Uma reunião com o prefeito foi marcada para o dia 8. Os manifestantes argumentam, no entanto, que o encontro já estava agendado e que as ocupações urbanas não estão na pauta da discussão.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia