Tropa de Choque da PM de São Paulo troca comando

Sai o coronel Franco Morelli e assume coronel Castelo Branco Savioli, indicado pelo próprio ex-comandante da corporação

Por helio.almeida

O comando da Tropa de Choque de São Paulo foi trocado. Sai o coronel César Augusto Franco Morelli, que estava à frente do policiamento desde setembro de 2011, e assume coronel Carlos Celso Castelo Branco Savioli, por indicação do próprio Franco Morelli.

Entre os fatores que interferiram na troca de comando estão as manifestações que ocorreram nas ruas da capital paulista em junho, em que houve críticas a supostos excessos cometidos por policiais. Novo comandante atualmente chefia a PM na Baixada Santista e tem, segundo a corporação, "vasta experiência no policiamento de Choque".

Conforme a PM, a troca do comando é “um processo natural de gestão e renovação na instituição”, como informou em nota nesta sexta-feira. A substituição, ainda de acordo com a corporação, foi publicada nesta quarta-feira, no Diário Oficial do estado.

Ìntegra a nota divulgada pela PM nesta sexta:

Em razão das transferências publicadas em 7 de agosto de 2013, no Diário Oficial do Estado, a Polícia Militar informa que se trata de um processo natural de gestão e renovação na instituição.

O mês de agosto é uma das épocas do ano em que ocorrem promoções de oficiais e praças e suas decorrentes movimentações, para o preenchimento de cargos e vagas.

Dessa forma, o Cel PM Cesar Augusto Franco Morelli, a frente do Comando de Policiamento de Choque desde 01 de setembro de 2011, onde realizou um excepcional trabalho, com atuação em todo o estado, deixa esta unidade e, por sua própria indicação, será substituído pelo Cel PM Carlos Celso Castelo Branco Savioli. Atual comandante da Baixada Santista, o Coronel Savioli tem vasta experiência no policiamento de Choque, a última unidade que comandou antes de ser promovido ao posto de coronel, foi o 2º Batalhão Choque, unidade responsável pelo policiamento em praças desportivas, grandes eventos e demais ações cuja a peculiaridade necessite do emprego dessa tropa.

Para substituir o comandante da baixada santista, foi designado o Cel PM Ricardo de Jesus Ferreira, cuja última unidade que comandou antes da promoção ao posto de coronel, foi o 36º Batalhão, responsável pelo policiamento na região de Embu das Artes onde desenvolveu um eficiente trabalho junto àquela comunidade.

São Paulo, 09 de agosto de 2013.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia