Polícia investiga caso de parto realizado na calçada de maternidade

Gestante foi impedida de entrar na unidade Maria do Amparo. Secretário de Saúde do Maranhão lamentou o caso

Por julia.amin

São Luís - A Polícia Civil do Maranhão já está investigando o caso do parto que ocorreu na porta de uma maternidade pública em São Luís. Uma grávida, de 16 anos, deu à luz na calçada da materinadde Maria do Amparo. A família filmou toda a cena e divulgou o vídeo esta semana.

No dia 17 de junho, a gestante procurou a maternidade Marly Sarney. Ela foi informada que não podria dar àluz no local devido a superlotação. A jovem foi, então, para a maternidade Maria do Amparo. Lá ela não teve acesso autorizado e deu à luz na porta da unidade. A irmã filmou todo sofrimento do parto. A maternidade alegou que o segurança não abriu o portão porque havia saído para chamar a equipe médica.


De acordo com o Ministério Público do Maranão, o inquérito foi aberto no final de junho. O promotor da Infância Juventude de São Luís, Márcio Thadeu Marques disse que houve omissão de socorro além de descumprimento de uma lei federal que dá direito à mãe de saber qual maternidade dará luz desde o pré-natal.

A Secretaria de Saúde do Maranhão anunciou que foi aberta uma sindicância para apurar o caso. Em nota no Facebook, o secretário de saúde, Ricardo Murad, pediu desculpas à família.

"Sei que um pedido público de desculpas não resolve, mas eu peço desculpas à jovem Natália e ao seu esposo. Nada justifica esse tipo de atendimento. Lamento não ter sido informado do fato tão logo tenha ocorrido", anunciou.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia