Record é condenada a indenizar Suzane Von Richthofen em R$ 30 mil

Emissora de TV filmou, sem autorização, detenta dentro da cadeia. Imagens foram exibidas em reportagem do 'Domingo Espetacular'

Por julia.amin

São Paulo - A Rede Record foi condenada a pagar R$ 30 mil de indenização a Suzane Von Richthofen. A emissora filmou sem autorização a detenta dentro do presídio. O juiz Danilo Mansano Barioni, da 21ª Vara Cível de São Paulo disse, em sentença, que a exibição foi sensacionalista.

Em outubro de 2012, a emissora capturou imagens da presa para uma reportagem em referência aos dez anos do crime. As matérias foram veiculadas no ‘Domingo Espetacular’ e reprisadas no ‘Jornal da Record’ e ‘Cidade Alerta’. A jovem planejou junto com o namorado a morte dos próprios pais em 1992, quando tinha 19 anos.

Imagens reproduzidas pela Rede RecordReprodução TV


Suzane foi à Justiça e alegou que as cenas foram exibidas sem sua autorização, violando, assim, seu direito de imagem, o que lhe causou dano moral. O juiz considerou a captação e exibição das imagens ilegais. “Não faz parte da pena imposta à autora ser filmada, sem sua ciência e autorização, e ter sua imagem veiculada como fez a ré com direitos a comentários esdrúxulos. Presos não são atrações para serem fotografados ou filmados, exibidos e comentados, ao menos não sem autorização expressa”, escreveu.

Apesar dos advogados de Suzane pedirem para que a Record não fizesse mais reportagens sobre o caso, o juiz não concordou. "O interesse jornalístico, ainda que tais fatos tenham ocorrido há algum tempo, parece a mim evidente”, finalizou.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia