Por helio.almeida
Brasília - O Supremo Tribunal Federal ordenou nesta quinta-feira a prisão de outros quatro dos condenados no caso do mensalão. As ordens foram expedidas pelo presidente da corte, Joaquim Barbosa, informou hoje em sua página no Twitter a Polícia Federal, responsável pelas detenções.
Os mandados são para o deputado federal Valdemar Costa Neto, os ex-deputados Carlos Alberto Rodrigues e Pedro Corrêa, e contra Vinícius Samarane, diretor do Banco Rural na época do escândalo.
Publicidade
A Polícia Federal disse já ter iniciado contatos com os advogados dos condenados para que se entreguem antes da ordem de envio de agentes a suas residências e locais de trabalho.
Os quatro se somarão aos outros 11 condenados que já começaram a cumprir pena e que estão em unidades carcerárias em Brasília.
Publicidade
O Supremo ordenou até agora a prisão de 16 dos 25 condenados, mas um deles, o ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, condenado a 12 anos, fugiu do país e se encontra na Itália.
Dos condenados que tiveram a prisão ordenada se inclui Valdemar Costa Neto, atual deputado pelo PR e que cumprirá pena de seis anos e três meses por lavagem de dinheiro e corrupção passiva.
Publicidade
Carlos Alberto Rodrigues, ex-deputado pelo PL e bispo evangélico, foi condenado a seis anos e três meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, e Pedro Corrêa, ex-deputado pelo PP, terá que cumprir uma pena de nove anos e cinco meses por formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
A pena de Vinícius Samarane por gestão fraudulenta e lavagem de dinheiro é de oito anos e nove meses.