Mais Lidas

Chuvas deixam mais de 800 fora de casa no Espírito Santo

Diversos municípios apresentam inundação e deslizamento

Por helio.almeida

Brasília – Mais de 800 pessoas deixaram suas residências devido às fortes chuvas que caem no Espírito Santo desde a segunda-feira. Segundo boletim divulgado nesta quarta-feira pela Defesa Civil do estado, 94 delas estão desabrigadas, 713 desalojadas e 248 edificações foram danificadas. Diversos municípios apresentam problemas de inundação e de deslizamento de terra.

Entre os municípios mais afetados pelas chuvas estão Cachoeiro de Itapemirim, Águia Branca, Muniz Freire, São Mateus, Vargem Alta, Vila Velha e Santa Leopoldina. A Secretaria Nacional de Defesa Civil emitiu alerta de inundação e de deslizamento de terra para vários municípios.

Até a manhã de hoje, sete municípios - Rio Bananal, Castelo, Bom Jesus do Norte, Vargem Alta, Cachoeiro de Itapemirim, Ecoporanga, Mimoso do Sul e Laranja da Terra - estavam elaborando documentação para decretar situação de anormalidade - situação de emergência ou estado de calamidade pública -, devido as fortes chuvas.

De acordo com o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) a previsão é que a chuva continue forte em municípios das regiões norte, nordeste, serrana, Grande Vitória e no litoral. A chuva deve continuar até o domingo em menor intensidade.

A orientação que a Defesa Civil dá à população é que em casos de inundação e de deslizamentos as vítimas encaminhem-se imediatamente para um lugar seguro e fiquem atentos na movimentação de terra. Trincas no chão, inclinação de cercas, postes e árvores podem indicar início de deslizamentos. Em caso de emergência a orientação é ligar para o Corpo de Bombeiros, no número 193.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia