Por fernanda.magalhaes

Minas Gerais - A madrugada desta segunda-feira foi de vandalismo na Savassi, região Centro-Sul de Belo Horizonte. Arrombamento de uma loja e pichação de uma estátua fizeram parte das ações de vândalos que atuaram na região. A Polícia Militar (PM) afirma que o caso não tem relações com o desfile dos blocos pelas ruas da região neste domingo.

O dono de uma loja de roupa localizada na rua Pernambuco, próximo a rua Fernando Tourinho, foi arrombada. A porta do local foi danificada e algumas peças de roupas como calças e bermudas foram levadas.

O proprietário do local só teve notícias sobre o furto no momento em que chegou a loja no início da manhã desta segunda. Ainda não há suspeita sobre os criminosos que teriam cometido o crime.

Outro sinal de vandalismo foi a pichação da estátua poetisa Henriqueta Lisboa. O monumento amanheceu desenhado por batom vermelho. A poetisa foi a primeira mulher da Academia Mineira de Letras. Neste caso também não há informações sobre a autoria do crime.

Carnaval

Aproximadamente dez mil pessoas desfilaram pelas ruas da Savassi, durante a tarde deste domingo. Foliões foram agitados pelo Bloco Unidos do Queixinho que saiu da Praça da Liberdade em direção a Praça da Savassi. Polícia informou que nenhuma ocorrência foi registrada durante a festa no local.

Você pode gostar