Por leonardo.rocha

São Paulo - Profissionais de medicina do Estado de São Paulo estão promovendo uma manifestação contra os seguros e planos de saúde oferecidos no Brasil. O protesto está previsto para acontecer no dia 7 de abril, segundo ativistas.

Pela primeira vez, três áreas estarão unidas para reivindicar o acesso pleno à assistência para os pacientes. Fisioterapeutas e cirurgiões-dentistas juntam-se a classe médica, que suspenderá o atendimento eletivo por 24 horas. Na data, será realizada apenas a assistência em urgência e emergência.

O protesto está previsto para acontecer no dia 7 de abrilReprodução


No dia 4 de abril, será realizada uma coletiva à imprensa na Associação Paulista de Medicina para comunicar a jornalistas e à população detalhes de como será a suspensão do atendimento por todo o estado de São Paulo.

Em uma ação de cidadania, os médicos aproveitarão a suspensão do atendimento no dia 7 de abril para promover uma campanha de doação de sangue. Um posto de coleta funcionará das 9h às 12h na sede da Associação Paulista de Medicina, na Av. Brigadeiro Luís Antonio, 278, para receber sangue. Os fisioterapeutas e cirurgiões-dentistas também participarão da iniciativa, que é extensiva a toda a comunidade.

Você pode gostar