Por tamara.coimbra

São Paulo - Uma médica mineira foi presa na noite dessa terça-feira no interior de São Paulo, por mandar cortar o pênis do ex-noivo, que teria rompido a relação a três dias do casamento. Myriam Priscilla de Rezende Castro, de 34 anos, foi localizada quando deixava o condomínio de luxo em que morava para ir ao trabalho numa clínica geral.

Myriam Priscilla foi condenada por mutilar ex-noivoReprodução Internet

O crime ocorreu na cidade de Juiz de Fora, na Zona da Mata, em 2002. De acordo com a polícia, a médica havia contratado dois homens para executar a ação com uma faca. A corporação relatou ainda que o irmão da vítima assistiu a mutilação e desmaiou ao testemunhar a cena.

Myriam teria ainda incendiado o carro e a casa da vítima, e ameaçou atacá-lo, antes de contratar os criminosos. A médica, que é de uma família tradicional em Juiz de Fora, se manteve em liberdade por meio de recursos. Segundo a polícia, após a sentença ser transitada em julgado, em 2013 ela se mudou para o interior de São Paulo.

A mineira foi condenada a seis anos de prisão por lesão corporal gravíssima. Ela será levada para a Penitenciária Estevão Pinto, em Belo Horizonte, até ser transferida para Juiz de Fora, onde foi condenada.

Você pode gostar