Em dia de protestos, MTST invade sede de empresa pública no Distrito Federal

Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto afirma que polícia foi truculenta na hora de expulsar manifestantes

Por tamara.coimbra

Distrito Federal - Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) invadiram a sede da Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap), empresa pública do Governo do Distrito Federal, na manhã desta quinta-feira. O ato se junta às outras dezenas de ações contra a realização da Copa do Mundo no Brasil programadas para ocorrerem ao longo de todo o dia.

Em sua página no Facebook, o MTST afirmou que a ação teve como foco protestar contra o montante gasto pelo Governo na construção do Estádio Mané Garrincha, cujo custo foi de mais de R$ 1,2 bilhão. O movimento chamou a arena de "Estádio Elefante Branco", alusão ao fato de o espaço não ter grande utilidade uma vez encerrado o torneio de seleções - a média de público em partidas de futebol no DF, todos de divisões inferiores no Campeonato Brasileiro, não passa de mil pessoas.

O MTST acusou a polícia de ter sido truculenta durante a ação para terminar com os protestos, no saguão do Terracap. Segundo o movimento, diversas pessoas foram feridas, inclusive mulheres e crianças. Os integrantes foram expulsos do prédio e deram prosseguimento ao protesto em frente ao prédio da empresa, fechando as vias de acesso ao local.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia