Por felipe.martins

Rio - A campanha pela legalização da maconha no Brasil ganhou uma arena de debates na rede mundial de computadores. Entrou no ar na sexta-feira, no Facebook, no endereço facebook.com/maconhaafavor, uma página para discutir o projeto que tramita na Câmara dos Deputados pedindo a legalização da produção e do porte da droga para consumo próprio, uso medicinal e em pesquisas científicas.

A iniciativa é do deputado federal Eurico Junior (PV-RJ), autor do projeto apresentado na Câmara. Ele explica que decidiu investir no Facebook para ampliar a discussão sobre o assunto e também pressionar os políticos a entrar na discussão.

A página no Facebook está no ar desde sexta-feira para receber opiniões e informações sobre a maconhaReprodução Internet

O parlamentar apresentou sua proposta de legalização no dia 25 de fevereiro. E agora trabalha para que seja criada uma Comissão Especial na Câmara dos Deputados para apressar a tramitação, aproveitar o ano eleitoral e incentivar a discussão.

Ele explica que, se for criada a Comissão Especial para analisar o projeto, ele não precisaria ser submetido às várias comissão temáticas da Casa. Com isso, o tempo total para sua aprovação poderia ser inferior a 180 dias.

E a página no Facebook, explica o deputado, visa a facilitar a circulação de informações, como a de que 10% dos presidiários no Brasil são jovens pobres condenados como traficantes porque foram flagrados com pequenas quantidades da droga. “Não podemos mais tratar usuários de drogas como bandidos, como faz a lei atual”, diz o deputado.

Você pode gostar