Comercial com participação de Tiririca é mantido na Internet pela Justiça

Desembargador havia suspendido, em decisão provisória, a propaganda nas emissoras de rádio e televisão

Por tamara.coimbra

São Paulo - O desembargador Cauduro Padin, juiz auxiliar do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), revogou a liminar que suspendia na Internet a veiculação do comercial do site BomNegócio.com com a participação do humorista e deputado federal Francisco Everardo Oliveira Silva (PR-SP), o Tiririca. A decisão foi tomada na última sexta-feira, após uma semana que o próprio desembargador solicitar a retirada da propaganda no YouTube e do site da empresa.


No dia 16 de julho, Cauduro Padin já havia suspendido, em decisão provisória, o comercial nas emissoras de rádio e televisão, afirmando que a exibição em período eleitoral atingia a "igualdade e a isonomia" entre os candidatos. Na época, a proibição do comercial foi solicitada pelo próprio partido de Tiririca, o Partido da República (PR).

De acordo com o PR, existe uma determinação que proibi a participação dos candidatos nos comerciais, e caso algum outro partido entre com processo o registro de candidatura do personagem poderá ser cassado ou o partido ser multado. Além disso o PR relatou que a época da estreia da propaganda foi decisão da agência que intermediou o contrato de Tiririca com o BomNegócio.com.

No texto da revogação da liminar, o desembargador afirma que o comercial não apresenta caráter de propaganda eleitoral e que as restrições anteriores em rádio e televisão não se estendem para a Internet.

Comercial

A empresa BomNegocio.com, que faz a intermediação de vendas online, lançou mais uma campanha com personagem polêmico. Desta vez, quem protagoniza o filme é o deputado federal e palhaço Tiririca, que dá voz a uma caixa de isopor.

Tiririca aparece no filme gritando para o casal que está saindo de casa: “Larga essa mocreia. Excelentíssimo abestado, fica sendo mandado por essa mulher velha nojenta...”. Representando uma caixa de isopor, o deputado diz: "Leva eu. Vou pra balada, vou pra balada... eu adoro balada".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia