Laudo do IML diz que zelador foi esquartejado em 17 partes

Segundo o Instituto Médico-Legal, um serrote foi usado no crime contra o idoso Jezi Lopes Souza

Por tamara.coimbra

São Paulo - O laudo do Instituto Médico Legal informou que o zelador Jezi Lopes souza foi esquartejado em 17 partes por um serrote. O homem desapareceu no dia 30 de maio e a família registrou um Boletim de Ocorrência no dia seguinte. As imagens de segurança do condomínio onde ele trabalhava mostram que, por volta das 15h30 deste dia, o zelador desceu em um dos andares para entregar cartas, mas não retornou nem pelo elevador nem pelas escadas.

Jezi Lopes de Sousa%2C de 63 anos, foi visto pela última vez indo entregar cartas no condomínioReprodução / TV Globo

O casal Eduardo Tadeu Pinto Martins e Ieda Cristina Cardoso é reú do processo onde são acusados de matar e esquartejar o zelador. Eduardo vai responder por homicídio doloso, no qual há a intenção de matar; ocultação de cadáver; falsificação de documento e porte ilegal de arma. A advogada Ieda vai responder por homicídio, ocultação e porte de arma.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia