Presos comem em sacos plásticos no interior do Piauí

Sindicato dos agentes penitenciários denuncia que detentos não recebem nem talheres

Por bferreira

Piauí - O Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí denunciou ontem que presos da Penitenciária Mista Juiz Fontes, em Parnaíba, no Piauí, recebem suas refeições em sacos plásticos e comem com as mãos já que não são fornecidos talheres ou pratos. A direção da entidade divulgou fotos dos sacos entregues aos detentos.

O diretor administrativo do sindicato, Kleiton Holanda, explicou que flagrou os presos comendo com as mãos e, como não é a primeira vez que isso acontece, resolveu denunciar o caso. “É uma situação humilhante”.

O diretor de presídios da Secretaria de Justiça do Piauí, Wellington Rodrigues, admitiu a situação, mas alegou que ela é causada pelos agentes penitenciários, que não repõem os vasilhames em que as refeições deveriam ser servidas. “O servidor entrega o alimento ao interno e não recolhe o recipiente após a refeição”, acusou Rodrigues.

Segundo ele, as vasilhas, de alumínio, são retidas porque os presos as usam para fazer café e cozinhar nas celas. “Dessa forma, não sobra com o que guardar as refeições no dia seguinte”, afirmou o diretor de presídios.

Além de não ter pratos ou talheres para usar nas refeições, os presos da Penitenciária Mista sofrem com a superlotação. Projetada para receber 160 presos, a unidade tinha ontem 479. O presídio recebe homens e mulheres, mas não há espaço para crianças filhas das internas.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia