Friboi rompe contrato com o 'rei' Roberto Carlos

Detentor da marca, grupo JBS alega ter feito aposta ousada que não deu certo. Cantor e empresa travam briga na Justiça por indenização

Por tiago.frederico

Rio - O grupo JBS, responsável pelas marcas Friboi e Swift, rompeu um contrato de R$ 54 milhões com o cantor Roberto Carlos, alegando ter feito uma aposta ousada que não deu certo. Segundo informações do jornal O Estado de São Paulo, a rescisão contratual gerou uma briga na Justiça em torno do valor a ser pago de indenização, no caso de cancelamento do contrato.

O "rei" pede R$ 7 milhões, enquanto o grupo frigorífico aceita pagar R$ 3,2 milhões. Fontes ouvidas pela Folha de São Paulo afirmam que já foi feito um acordo sobre a indenização entre a empresa e o cantor e que o processo deve ser extinto ainda nesta semana. O valor definido não foi divulgado. 

Roberto Carlos e Tony RamosAg. News

O grupo JBS anunciou a contratação de Roberto Carlos em fevereiro deste ano. A "jogada de mestre" dos executivos da empresa ocorreu depois que eles descobriram que o "rei" teria voltado a comer carne, após quase 30 anos. O cantor seria a segunda estrela contratada pelo grupo para estrelar campanhas publicitárias, após os bons resultados obtidos com Tony Ramos, como garoto-propaganda da Friboi.

Leia mais:

Roberto Carlos 'sequer cortou o bife', diz cineasta sobre campanha da Friboi

Comercial de Roberto Carlos para a Friboi vira piada na Internet

Polêmica: Vegetarianos questionam comercial que diz que 'carne é essencial'

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia