Por tabata.uchoa
Publicado 13/12/2014 22:03 | Atualizado 14/12/2014 03:16

São Paulo - O dinheiro desviado no Tremsalão tucano, escândalo que deu prejuízo de R$ 834 milhões aos cofres públicos paulistas, passou pelo Uruguai. A conclusão, publicada na Revista Época desta semana, é de integrantes do ministérios públicos de São Paulo e Federal que investigam o pagamento de propina de multinacionais. As empresas fraudaram as licitações de sucessivos governos estaduais — todos do PSDB.

Segundo a revista, procuradores detectaram transações suspeitas em seis países, além do próprio Brasil, por onde teriam circulado dinheiro das empresas e lobistas, responsáveis por pagar a propina a agentes ligados à Companhia Paulista de Trens e Metrô (CPTM).

Primeiro mandato de Geraldo Alckmin como governador%2C de 2002 a 2006%2C faz parte do período investigado Adriano Lima / Agência O Dia

Logo no início do ano que vem uma força-tarefa chegará a Montevidéu, capital do país dirigido por José Luis Mojica e conhecido paraíso fiscal. O objetivo é analisar documentos como movimentações bancárias e extratos das contas de Arthur Teixeira, e de seus representantes, no país platino — Nicolas Juan Alonso e Roberto Diego Licio. Procuradores esperam chegar aos corrompidos, já que têm certeza de corruptores — no caso, as multinacionais que admitiram o crime em seus países.

Dados da Justiça mostram que nestas contas entraram uma grande quantidade de dinheiro das multinacionais. Delas também saíram pagamento de propina. Os responsáveis pela investigação acreditam que Teixeira tem grande destaque no imbroglio financeiro, pois é o pivô das fraudes nas estatais

Três offshores uruguaias pertencentes a Teixeira (Leraway, Gantown e GHT) estão registradas no mesmo endereço em Montevidéu, o de um conhecido escritório de contabilidade local, famoso por abrir e gerenciar firmas de fachada. Estas empresas simulavam prestação de consultoria a multinacionais interessadas e contratos com os governos Mário Covas, Geraldo Alckmin e José Serra, entre 1998 e 2008.

Você pode gostar