Mais Lidas

Protesto em Santa Catarina impede saída de turistas de transatlântico

Pescadores bloqueiam embarcações no Porto de Itajaí

Por tamara.coimbra

Santa Catarina - Um protesto de pescadores que ocorre no Complexo Portuário de Itajaí, em Santa Catarina, desde segunda-feira, impede que mais de 1,8 mil turistas e cerca de 600 tripulantes saiam do transatlântico Empress, operado pela Pullmantur. A alfândega não permite que os passageiros saiam do cruzeiro, pois eles já fizeram o embarque. O navio deveria sair de Santa Catarina na tarde desta segunda, mas ele permanece no rio Itajaí-Açu até o início da tarde desta terça.

De acordo com o Sindicato dos Armadores e Indústria da Pesca (Sindipi), quase 200 barcos estavam no rio até a manhã desta terça. Nenhum navio sai ou entra do porto, desde a manhã desta segunda-feira. Os pescadores reivindicam a anulação da portaria número 445 de 17 de dezembro de 2014, do governo federal, relacionada à proibição da pesca de espécies em extinção, entre eles garoupa, namorado, cações, emplasto e arraias.

Barcos fazem bloqueio no Complexo Portuário de Itajaí%2C e impedem saída do transatlântico Empress Reprodução / RBS TV

O navio Empress, que tem capacidade para 1.877 passageiros e 645 tripulantes, está preparado para seguir viagem desde o fim da tarde desta segunda. Os turistas não podem mais descer do transatlântico. O próximo destino da embarcação seria Montevidéu, no Uruguai.

A Pullmantur, empresa que opera o navio, disse que ficou a madrugada toda no píer tentando resolver o problema. Além disso, informou que há turistas querendo desistir do cruzeiro, como desembarcar do navio e ir embora de avião.

Segundo a Capitania dos Portos, uma empresa foi chamada nesta terça-feira para recolher o esgoto da embarcação, que deve ser jogado no mar, já que não pode ser lançado no rio.

Assembleia dos pescadores

Os pescadores decidiram permanecer no rio e só sair caso haja revogação da portaria, após uma assembleia ocorrida na manhã desta terça. Já a Capitania dos Portos aguarda os profissionais na delegacia de Itajaí para reunião entre as entidades, o secretário de Segurança Pública de Itajaí e um representante da Polícia Militar.

A Capitania informou ainda que um outro navio mercante continua sem poder sair do Complexo Portuário. Além disso, três embarcações comerciais deveriam ter atracado desde o começo do protesto. Outros dois navios devem chegar nesta quarta-feira no porto.

De acordo com a assessoria, a Capitania dos Portos realiza um patrulhamento com lanchas, na manhã desta terça-feira, com o intuito de notificar os barcos que ainda estão no rio.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia