Mais Lidas

Programa Minha Casa Minha Vida não sofrerá cortes, afirma Kassab

Depois de se reunir com Dilma Rousseff, ministro diz que orçamento será preservado

Por thiago.antunes

Brasília - Depois de se reunir nesta segunda pela manhã com a presidenta Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto, o ministro das Cidades, Gilberto Kassab (PSD), garantiu que o governo federal não irá reduzir o repasse de recursos para obras do programa Minha Casa Minha Vida. Segundo Kassab, a presidenta disse que o programa não sofrerá com os cortes de despesas, anunciados na semana passada, no Orçamento da União.

Ministro Kassab garantiu que programa será mantido sem cortesABr

“O programa Minha Casa Minha Vida não sofrerá cortes. É um programa que terá continuidade e que permanecerá como uma prioridade do governo. Isso já é uma definição da presidenta Dilma”, disse o ministro, em entrevista ao “Blog do Planalto”.

Dados do Ministério das Cidades apontam que, desde 2009, o programa Minha Casa, Minha Vida investiu R$ 241,3 bilhões em todo país. Ao todo, foram contratadas 3.727.975 unidades habitacionais e entregues 1.910.408 moradias.

Decreto presidencial assinado por Dilma na semana passada estabeleceu limites máximos para os gastos mensais de cada ministério em montantes inferiores aos previstos no projeto de lei orçamentária, que está à espera de votação no Congresso Nacional.

A meta é poupar R$ 66,3 bilhões — R$ 55,3 bilhões na União e o restante nos estados e municípios — em 2015, o equivalente a 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB). O Ministério das Cidades sofreu um contingenciamento de 7% do seu orçamento anual. Após a determinação do Palácio do Planalto para se reduzir os gastos, o ministro Kassab ordenou a redução de gastos administrativos para preservar os investimentos em programas sociais, como o Minha Casa, Minha Vida.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia