Cúpula do PSDB barra apoio a Eduardo Cunha

Visual de Aécio Neves divide tucanos; para alguns, barbudo, ele lembra Lula

Por felipe.martins , felipe.martins

Aécio reapareceu ontem e chamou atenção com novo visual%2C de barba Antonio Cruz / Abr

Brasília - Depois de ameaçar aderir à candidatura do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) à presidência da Câmara, a bancada do PSDB resolveu ontem manter o apoio ao nome de Júlio Delgado (PSB-MG), candidato da oposição. A eleição para a presidência da Câmara será amanhã.

Com a decisão, prevaleceu a posição do senador Aécio Neves (PSDB-MG), que costurou aliança com Delgado em troca do apoio que o PSB deu à sua candidatura à Presidência da República, no segundo turno das eleições. “O PSDB agirá como partido político e não se permitirá a cooptações. O candidato que achar que pode fazê-las irá se frustrar. O PSDB votará em Júlio Delgado em sua integralidade. É assim que espero”, disse Aécio.

O senador surpreendeu ontem ao aparecer de barba depois de ficar sumido nas férias parlamentares. O novo visual do presidente do PSDB dividiu os tucanos.Enquanto uns elogiaram, outros disseram que a barba crescida fazia com que o tucano ficasse com cara de petista. Houve até quem o comparasse com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que tem na barba a sua marca registrada.

No Senado, o PSDB vai apoiar a candidatura do ex-governador Luiz Henrique (PMDB-SC), que disputará o cargo com seu colega de partido Renan Calheiros (AL), que tenta a reeleição. O Planalto apoia a candidatura de Renan. O PT se reúne hoje para decidir em qual dos peemedebistas votar. Nesta sexta-feira, Renan foi escolhido como o candidato oficial do PMDB na disputa da presidência do Senado. Luiz Henrique promete lançar candidatura avulsa.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia