Por victor.duarte

Brasília - O ministro da Saúde, Arthur Chioro, disse nesta quinta-feira que acredita numa tendência de substituição progressiva de profissionais estrangeiros por brasileiros dentro do Programa Mais Médicos. Dados divulgados pela pasta indicam que, das 4.146 vagas autorizadas na última edição, 98% já foram preenchidas – todas por médicos brasileiros.

“O Mais Médicos veio para ficar e vai se consolidar dessa maneira”, disse Chioro, ao destacar que o programa passa a ter uma composição diferente, com mais de 5 mil profissionais brasileiros – quase 25% do total. “Vamos esperar terminar [a fase de apresentação dos médicos], mas é uma mudança importante. Acho que ela vai marcar uma tendência para os próximos anos”, completou.

Tendência do Mais Médicos é substituir estrangeiros por brasileiros, diz ministro da Saúde Arthur ChioroDivulgação

Ainda de acordo com o balanço divulgado pela pasta, restam 85 vagas dentro do programa a serem preenchidas em 47 municípios – a maioria, segundo Chioro, na Região Norte. “Desta vez, não vai chegar à Opas [Organização Pan-americana de Saúde, que intermedeia a participação de médicos cubanos no programa]”, avaliou Chioro.

Para o ministro, o Mais Médicos não serve apenas para alocar médicos nos municípios brasileiros, mas para fortalecer a atenção básica. A pasta garante que 94% da população que utiliza os serviços oferecidos avalia o programa como satisfatório. A iniciativa conta, ao todo, com 14.462 médicos que prestam assistência a 50 milhões de brasileiros em 3.785 municípios.

Você pode gostar