STJ nega liminar para soltar Renato Duque

um dos acusados pela Operação Lava Jato, continuará preso

Por felipe.martins , felipe.martins

Brasília - O ex-diretor da Petrobras Renato Duque, um dos acusados pela Operação Lava Jato, continuará preso. Nesta segunda-feira, o desembargador Newton Trisotto, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou liminar para soltar o ex-diretor.

O desembargador explicou que, primeiro, o Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região precisa concluir o julgamento de outro habeas corpus proposto pelo réu. Só depois o caso poderá ser analisado pelo STJ. Duque está preso por ordem do juiz Sérgio Moro, que conduz as investigações da Lava Jato na primeira instância, em Curitiba.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia