Prefeito de cidade piauiense é suspeito de atirar em lavrador de 76 anos

Idoso foi baleado durante uma discussão com o gestor da cidade de Amarante, Luiz Neto (PSD), sobre desapropriação de terreno

Por marcelle.bappersi

No boletim de ocorrência, a mulher da vítima acusa o prefeito Luiz Neto (PSD) de ser o autor dos disparosReprodução / Facebook

Piauí - Um lavrador de 76 anos ficou gravemente ferido, na tarde desta quinta-feira, após ser baleado durante uma discussão sobre a desapropriação de um terreno, em Amarante, em Teresina, no Piauí. Segundo a Polícia Militar, o prefeito Luiz Neto (PSD) e seu segurança são os principais suspeitos de efetuarem os disparos que atingiram José Brito. 

Ainda conforme a polícia, agentes estiveram no local horas antes para pedir a desapropriação dos lotes, mas os moradores se recusaram a sair. Eles afirmaram que habitavam o lugar há anos e que o terreno havia sido doado pela prefeitura. Mais tarde, sem o auxílio da PM, o prefeito voltou ao local e quis obrigar o lavrador e sua família a saírem das terras, o que motivou a briga.

Segundo informações da Polícia Civil, o gestor foi até o local e ordenou a retirada de um cercado do terreno, que é de propriedade do lavrador. O idoso reagiu à ação e começou uma discussão com Neto. Testemunhas contaram que o idoso tentou atirar contra o prefeito, mas a arma falhou. Em seguida, Luiz Neto teria sacado sua arma e efetuado alguns disparos. Um deles acertou José Brito na boca.

De acordo com o delegado da região, Tomás de Aquino, a mulher da vítima acusou o prefeito de ser o autor dos disparos no boletim de ocorrência. Porém, segundo ele, outras testemunhas afirmam que o segurança do gestor atirou contra o idoso. Aquino disse que ainda está investigando o caso e que os depoimentos não são suficientes para apontar o verdadeiro responsável pelo crime. "Estamos iniciando as as investigações, que será isenta de pressão, já que o prefeito da cidade está envolvido no caso. Todas as hipóteses serão investigadas", revelou o delegado.

O idoso foi encaminhado para o Hospital de Urgência de Teresina, na noite de ontem, e seu estado é considerado estável.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia