Mais Lidas

Alckmin institui grupo especial para acelerar reparos na Estação da Luz

Estação da Luz foi interditada depois que um incêndio de grandes proporções atingiu o Museu da Língua Portuguesa

Por tiago.frederico

São Paulo - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, instituiu um grupo especial para acelerar os reparos no prédio da Estação da Luz. Segundo o decreto publicado nesta quinta-feira no Diário Oficial, os trabalhos serão coordenados pelo secretário de governo, Saulo de Castro Abreu Filho. As atribuições do comitê são, de acordo com o decreto, “supervisionar e formular recomendações necessárias à célere e eficaz concretização dos trabalhos de reparo”.

LEIA MAIS: Após incêndio, ainda não há previsão de reabertura da Estação da Luz

Entre os seis integrantes, foram convocados o secretário da Casa Militar e coordenador estadual de Defesa Civil, coronel José Roberto Rodrigues de Oliveira, e um dos diretores da IDBrasil, a organização social que administra o Museu da Língua Portuguesa, Evandro Hawila Barbosa Pereira.

A Estação da Luz foi interditada após ser atingida por um incêndio na última segunda-feira, que destruiu parcialmente o Museu da Língua Portuguesa. O terminal de trens e metrôs divide com a instituição cultural um prédio do século 19, na região central da capital paulista.

Incêndio atingiu Museu da Língua Portuguesa na última segunda-feiraAgência Brasil

O local foi interditado pela Defesa Civil do Município de São Paulo om base no relatório do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). Com a decisão, continua interrompido o tráfego de trens pela estação, que é ponto final da Linha 11 (Coral), que interliga os municípios a leste da Grande São Paulo, e da Linha 7 (Rubi), que vai na direção noroeste da metrópole.

As linhas 1 (Azul) e 4 (Amarela) do metrô, que passam pela estação, funcionam normalmente. No entanto, para fazer a interligação entre o trem e o metrô, os usuários agora devem usar as estações Barra Funda ou Brás e seguir pela Linha 3 (Vermelha).

Entre as exigências acordadas entre a Defesa Civil e a Secretaria Estadual de Transportes Metropolitanos, está a retirada dos escombros do incêndio do interior da estação.

Também deve ser feito o escoramento da parede interna, contígua à plataforma, e a retirada das estruturas de madeira que fazem pressão em outras paredes que estão em risco. O tráfego de veículos na via que passa em frente à estação também está proibido. Há, no entanto, a expectativa de que a estação possa ser reaberta até segunda-feira.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia