Mais Lidas

Inscrições para o Sisu começam nesta segunda-feira em todo o Brasil

Aplicativo do MEC ensina passo a passo da inscrição para garantir vaga. São 228 mil vagas em 131 instituições públicas

Por luis.araujo

Rio - Está dada a largada para quem pretende concorrer às 228 mil vagas oferecidas pelas 131 instituições públicas de ensino superior do país. E o Rio é um bom lugar para investir. Já que a cidade é o estado com maior número de faculdades federais no programa — oito. Com início das inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) desta segunda-feira até o dia 14 de janeiro, para entrar no páreo, é preciso ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) sem ter zerado a redação. Mas, além de boa pontuação, cada candidato conta com algumas tática para dar aquele empurrãozinho no destino.

"Vou deixar para me inscrever no último dia, pois é quando divulgam as notas de corte. Assim, tenho mais noção sobre qual instituição tenho mais chances de passar”, conta Clara Rocha, de 22 anos, que há cinco anos tenta uma vaga em medicina. “Temos direito a primeira e segunda opção. Muita gente escolhe cursos diferentes. Como eu só quero medicina, sempre escolho na primeira opção a instituição que realmente desejo e na segunda a que tenho mais chance de passar”, diz a estudante.

Todos os candidatos que fizeram o Enem em 2015 e não zeraram a redação podem se inscrever no Sisu Divulgação

Por falar em notas de corte, Pedro Henrique Fontes Rodrigues, de 21 anos, diz que elas são a base para entender suas reais chances de conquistar uma vaga. “O negócio é se basear na dos últimos anos”, explica o jovem, que pela quinta vez tenta uma colocação em economia ou engenharia.

Além das dicas de quem já tem experiência no assunto, é preciso estar ligado. O resultado da primeira chamada sairá no dia 18 e as matrículas acontecem de 22 a 26 de janeiro. Quem não passar de primeira, pode tentar a lista de espera, disponível até o dia 29 do mesmo mês. “É preciso acompanhar todos os dias para não ficar para trás”, alerta o diretor de Ensino Médio do Colégio e CursoPH, Filipe Couto. Leia no quadro ao lado, mais dicas de especialistas.

Aplicativo ajuda estudantes

O Ministério da Educação lançou um aplicativo para a navegação no Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

A ferramenta, desenvolvida para celular e tablet, promete enviar mensagens com informações individualizadas e possibilitar aos estudantes acompanhar o calendário de atividades do MEC. Segundo o ministério, a intenção é aproximar a comunicação com os candidatos.

O app está disponível para download nos sistemas operacionais Android, Windows e IOS, e ao ser instalado, faz uma autenticação dos dados do usuário por meio do número de inscrição e a senha usados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015.

A partir daí, uma comunicação direcionada começa a ser estabelecida, de acordo com os interesses do estudante. Mensagens, alertas e notificações serão encaminhadas ao aplicativo. A ferramenta é gratuita e oferece consultas a vagas disponíveis em instituições públicas de educação superior, além de uma calculadora eletrônica, que permite simular a classificação parcial. O aplicativo oferece também uma agenda para usuário inserir alertas e lembretes.

DICAS

?Os professores do Colégio e Curso PH, Felipe Couto e Vicente Delone, fizeram um vídeo com dicas para ninguém vacilar nas escolhas ao longo do processo do Sisu. Algumas delas seguem abaixo: 

DE OLHO NAS DATAS

A inscrição no Sisu vai de 11 a 14 de janeiro. No dia 18 sai o resultado da chamada única. Já a matrícula dos candidatos selecionados deve ser feita nos dias 22, 25 e 26 de janeiro. A lista de espera para quem não foi classificado na primeira chamada, estará aberta de 18 a 29 de janeiro.

A LISTA DE ESPERA NÃO É AUTOMÁTICA

O Sisu não entende que você quer continuar concorrendo automaticamente. É preciso manifestar se deseja participar da lista de espera, caso contrário, você não estará nela e perderá a chance de entrar na repescagem.

SITES

Para acompanhar a lista de espera, é preciso acessar o site da instituição escolhida. É ela a responsável pela divulgação do processo neste caso e não o Sisu.

NÃO ESCOLHA QUALQUER CURSO COMO 2ª OPÇÃO

Para a 1ª opção. o candidato deve escolher o curso dos sonhos, aquele mais desejado. A 2ª opção, no entanto, é estratégica. O candidato pode deve escolher um curso em que a aprovação seja mais fácil. Significa escolher um curso em que sua pontuação esteja a dentro da nota de corte. Ou seja, seja ambicioso na primeira opção e realista e consciente na segunda.

MUITAS VAGAS SURGEM NA REPESCAGEM

Com as desistências, a nota de corte tende a diminuir. Muitas pessoas escolhem instituições de outros estados e acabam declinando na hora da matrícula. No ano passado, para o curso de medicina da na UFRJ, 52% dos candidatos não se apresentaram.

DOIS SISUS

Há Sisu agora e também no meio do ano. Várias universidades oferecem vagas apenas para um deles. As notas do segundo Sisu costumam ser mais baixas do que as do primeiro. Em 2015, em medicina na UFRJ, a nota de corte do primeiro Sisu foi 821. Já no segundo, foi 796,61. Parece pouco, mas possibilitou que o candidato da 106º posição fosse chamado.

DICA DE OURO

É importante pesquisar quantas vagas foram ocupadas nos anos anteriores na área escolhida. Isso lhe dará noção de suas reais possibilidades. Mais importante do que sua pontuação, é se basear em sua posição no ranking dos concorrentes.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia