Rio transborda e alaga cidade histórica de Pirenópolis, em Goiás

Casarões históricos foram atingidos pela cheia do Rio das Almas

Por rafael.souza

Goiás - As fortes chuvas que atingiram o centro histórico de Pirenópolis, em Goiás, na madrugada desta quarta-feira, provocaram a cheia do Rio das Almas, que corta a região histórica da cidade. Desde às 3h da manhã o Corpo de Bombeiros trabalha para resgatar moradores ilhados.

Casarões históricos atingidos pela cheia do Rio das AlmasDivulgação / Corpo de Bombeiros de Goiás

O bairro de Pratinha, próximo a um dos mais conhecidos museus da região – Museu do Divino – foi o mais afetado e ficou completamente alagado, causando estragos em residências e deixando pessoas desalojadas. O comércio local também ficou prejudicado.

A prefeitura da cidade, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 2008, está trabalhando para retirar a lama e substituir o calçamento das ruas, feito de pedra.

O número de pessoas afetadas e desalojadas pela cheia do Rio das Almas, assim como os danos às casas e monumentos, ainda estão sendo calculado pelo Corpo de Bombeiros de Pirenópolis.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia