Vídeo coloca agressor frente a frente com vítima de racismo

Campanha é organizada pela ONG Criola, que defende o direito das mulheres negras

Por karilayn.areias

Rio -  A ONG Criola criou uma campanha bastante interessante para combater o rascimo. Em parceira com a agência de publicidade W3haus, a instituição espalhou outdoors com ofensas raciais próximos de ondem viviam os autores das postagens contra a jornalista Maria Júlia Coutinho, apresentadora da previsão do tempo no "Jornal Nacional".

Vídeo coloca agressor frente a frente com vítima de racismoReprodução Internet

Um vídeo ilustrando a campanha foi lançado nesta semana. E o mais interessante: um dos agressores decidiu mostrar o rosto e se retratar com uma das vítimas de racismo. 

O ataque contra Maria Júlia ocorreu em julho do ano passado e gerou comoção nas redes sociais. Veja o vídeo abaixo:


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia