Novos pacotes bancários começam a vigorar dia 1º

Resolução do Banco Central prevê ainda mais transparência na divulgação de tarifas

Por bferreira

Rio - A partir de segunda-feira, dia 1º, os bancos serão obrigados a oferecer três novos pacotes padronizados de serviços prioritários aos seus clientes, para atender à resolução 4.196 do Banco Central . O objetivo é tornar mais transparentes os valores cobrados e os serviços gratuitos aos quais o consumidor tem direito.

A correntista Raquel Godoy Araújo admite que não confere as tarifasDivulgação

As informações também deverão ficar mais claras e visíveis ao público, seja nas agências físicas ou nas páginas virtuais dos bancos. “Os bancos deverão deixar claro que a contratação dos pacotes é opcional, além de oferecer serviços gratuitos”, explica a assessora técnica do Procon-SP, Marta Aur.

Ao abrir uma conta depósito, o cliente não será obrigado a contratar pacotes adicionais aos que ele já tem direito gratuitamente, estabelecidos pelo Banco Central (BC). O banco também deverá destacar no contrato de abertura da conta a opção do cliente pelos pacotes oferecidos.

Outra regra será disponibilizar para consulta as informações sobre o pacote de serviços contratado, seja pela internet ou por outro meio de comunicação com o cliente, como a correspondência por correio. Se o cliente perceber que algum banco descumpriu as regras do BC, a partir de julho, pode fazer a denúncia ao órgão responsável pela fiscalização das normas – ou registrar reclamação no Procon.

Bancos se posicionam

Banco do Brasil – Foi o primeiro a oferecer as novas opções.

Santander – Divulgou um comunicado informando que, “de acordo com a Resolução 4196 do BC, oferecerá os pacotes padronizados a partir de 1º de julho”.

Itaú – Em comunicado, informou que “está em fase final de formatação dos pacotes para atender à resolução.

Caixa – Divulgou a tabela com as novas cestas na página da instituição na internet.

Bradesco – O banco ainda não forneceu detalhes de como oferecerá os novos pacotes ao consumidor.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia