Mutirão do Procon ajuda consumidor a limpar nome

Objetivo é mediar negociações com empresas e prestadores de serviços públicos. Evento acontece hoje no Largo da Carioca

Por bferreira

Rio - Consumidores que têm dívidas com empresas podem renegocia-las hoje. O Procon-RJ promove no Largo da Carioca, no Centro do Rio, das 9h às 17h, um mutirão de negociação, com a participação de prestadoras de serviços públicos, operadoras de telefonia móvel e fixa, TV por assinatura, bancos, redes de varejo e compras pela internet, entre outros.

Consumidores que forem ao evento terão ajuda de 11 advogados%2C além de funcionários administrativos do ProconDivulgação

Além de renegociar débitos e resolver problemas de cobrança indevida, os consumidores podem reclamar de produtos com defeitos, atrasos, extravios e danos na entrega. Os atendimentos ao público serão supervisionados e auxiliados por uma equipe do Procon-RJ, que contará com 11 advogados, funcionários administrativos, e apoio da Guarda Municipal e da Polícia Militar.

Coordenadora do mutirão, Soraia Panella acredita que o evento atrairá um número grande de pessoas, que desejam limpar o nome nos cadastros de proteção já visando às compras de fim de ano.

ACESSO À INFORMAÇÃO

Segundo a coordenadora, a ação é importante para que o consumidor conheça seus direitos. “Não vamos determinar que tipo de reclamação as pessoas podem fazer. Vamos tentar solucionar os problemas e atingir o maior número de acordos possíveis”, diz.

As empresas que recebem mais reclamações no Procon-RJ são as operadoras de telefonia móvel e os bancos. “Os problemas são repetitivos, e o mutirão é importante para que as próprias empresas corrijam suas falhas, se fortalecendo como marcas dispostas a reconhecer seus erros e ajudar o cliente”, avalia.

Para o ouvidor da autarquia, Antonio Albuquerque, esses eventos beneficiam especialmente as pessoas sem acesso à informação. “O consumidor fica angustiado por, muitas vezes, não saber onde procurar, não saber o seu direito e, infelizmente, ser tratado com descaso por muitas empresas”, afirma.

Produtos fiscalizados

Roupas masculinas são alvo de fiscalização da Diretoria de Conformidade de Produtos e Serviços (Diconf) do Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Rio (Ipem-RJ), na “Operação Pai Legal”. A meta é verificar se as indicações especificadas por lei são cumpridas.

Na hora da compra, o consumidor deve verificar se as etiquetas apresentam informações como marca do fabricante e/ou importadora, CNPJ da empresa, composição do tecido, cuidados de conservação, país de origem e tamanho. Além disso, todas as informações devem estar em Português. Em caso de dúvida, ligar para 0800-282-3040.

Compras à vista perdem desconto

Prática comum no comércio, descontos concedidos para pagamentos à vista e em dinheiro podem chegar ao fim, conforme alertou ontem a coluna Informe do Dia. Lojas de todo o estado serão obrigadas a cobrar o mesmo preço para produtos pagos com cartão de crédito ou débito, dinheiro ou cheque.

Isso porque a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) derrubou o veto do governador Sérgio Cabral ao projeto de Átila Nunes (PSL), determinando que o mesmo valor seja cobrado nas diferentes transações. Para virar lei, o projeto ainda terá que ser promulgado pelo presidente da Alerj, Paulo Melo.

PARTICIPAM DO MUTIRÃO

SERVIÇOS
Estarão presentes as prestadoras de serviços como Light, Ampla, Cedae, Águas de Niterói e Gás Natural. Também haverá representantes do Serviço de Proteção de Crédito (SPC).

TELEFONIA
As empresas de telefonia fixa e móvel que participam são: Embratel, Vivo, Claro, Oi, Tim e Nextel.

BANCOS E FINANCEIRAS
O mutirão conta ainda com a presença da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Bradesco, Itaú, Cetelem, BV Financeira, Credicard e Citibank.

VAREJO
Ricardo Eletro, Ponto Frio, Casas Bahia, Lojas Líder e os supermercados Extra e Assaí também marcam presença do evento.

OUTRAS
Plano de saúde Unimed, a construtora MV Engenharia e a Positivo Informática.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia