OGX, de Eike Batista, confirma pedido de recuperação judicial

A administração da petroleira acredita que tal medida é a mais adequada, para a preservação da continuidade de seu negócio

Por helio.almeida

Eike BatistaReuters

A companhia de óleo e gás OGX, do empresário Eike Batista, informou nesta quinta-feira que confirmou à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) o pedido de recuperação judicial. A administração da petroleira acredita que tal medida é a mais adequada, para a preservação da continuidade de seu negócio.

As informações relativas ao processamento dos pedidos de recuperação judicial, bem como outros fatos e informações pertinentes, serão divulgados mais adiante. A empresa disse que chegou a manter conversas com potenciais investidores antes do pedido de ajuda.

Confir a nota da OGX:

A OGX Petróleo e Gás Participações S.A. (“OGX”), informa que em vista da situação financeira desfavorável em que se encontra, dos prejuízos por ela já acumulados, bem como do vencimento recente e vindouro de grande parte de seu endividamento, ajuizou, nesta data, na Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro, pedido de recuperação judicial, em conjunto com suas controladas, OGX Petróleo e Gás S.A., OGX International GmbH e OGX Austria GmbH, nos termos dos artigos 51 e seguintes da Lei n.º 11.101/05, em medida de urgência, mediante deliberação de seu Conselho de Administração realizada na tarde de 30 de outubro de 2013.

Como informado ao mercado em oportunidades passadas, a Companhia, em conjunto com seus assessores, tem mantido conversas com potenciais investidores. A administração da Companhia, no entanto, entende que, diante dos desafios decorrentes de sua situação econômico-financeira, tal medida é a mais adequada, neste momento, para a preservação da continuidade de seu negócio e proteção dos interesses da OGX e dos interesses de seus stakeholders.

As informações relativas ao processamento dos pedidos de recuperação judicial, bem como outros fatos e informações pertinentes, serão oportunamente divulgados, na forma da legislação vigente.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia