Inadimplência cai, mas economistas recomendam cautela no Natal

Risco de um consumo exagerado que venha comprometer o orçamento doméstico, diz consultoria da Serasa Experian

Por helio.almeida

São Paulo- Cerca de 20,6 milhões de brasileiros atrasaram o pagamento de contas entre janeiro e outubro deste ano. Apesar de alto, esse número é 4% inferior ao registrado em igual período de 2012 e o menor desde 2010. Os economistas da empresa de consultoria Serasa Experian advertem para o risco de um consumo exagerado que venha comprometer o orçamento doméstico. “Cuidado com as compras de Natal para não entrar em 2014 superendividado”, alertam eles.

Os economistas recomendam que antes de sair para o comércio, é bom o consumidor fazer uma lista de presentes com os valores máximos que podem caber no orçamento. “A lista ajuda a não se empolgar e perder o controle”, diz a nota da Serasa.

Na avaliação desses profissionais, o recuo do número de consumidores inadimplentes decorre de uma situação em que bancos estão mais rigorosos na concessão de crédito. Mas há outros fatores: os consumidores estão priorizando pagamento das dívidas, apelando inclusive para a renegociação.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia