Por tamyres.matos
Rio - O dólar fechou com forte alta ontem. A moeda norte-americana avançou 1,58%, chegando a R$ 2,3875 na venda, e a R$ 2,3902 na máxima. Na véspera, a divisa teve alta de 0,33%, cotada a R$ 2,3503.
A elevação foi provocada por maior procura pela moeda no fim do ano, diante da redução de estímulos monetários promovida pelo presidente Barack Obama. A valorização também ocorreu por conta da extensão do programa de atuações cambiais menos intensa que o BC brasileiro fez na reta final de 2013.
Publicidade
A economia dos EUA cresceu no ritmo mais rápido em quase dois anos no terceiro trimestre, a uma taxa anual de 4,1%, em vez do patamar de 3,6% divulgado anteriormente neste mês.
Na última quarta-feira, o Federal Reserve, banco central americano, anunciou que reduzirá o programa mensal de estímulos em US$ 10 bilhões, a US$ 75 bilhões. A iniciativa vai limitar um pouco a capacidade de pagamento mundial.
Corte nos incentivos à economia norte-americana por parte do FED era aguardada%2C disse Barack ObamaEfe

Poucas horas depois, o BC brasileiro divulgou que estenderá seu programa de intervenções cambiais até meados de junho, mas com a metade do que é ofertado hoje em leilões de trocas cambiais tradicionais — equivalente à venda de dólares no mercado futuro.

Por enquanto, porém, o BC mantém vendas diárias intactas. Ontem ofertou até US$ 1 bilhão com compromisso de recompra em 5 de maio de 2014, com taxa de R$ 2,451143.

À tarde a autoridade monetária concluiu a rolagem integral das trocas cambiais — equivalentes à venda futura de dólares — que vencem em janeiro, e correspondem a US$ 9,93 bilhões. O próximo lote de venda futura vence em 3 de fevereiro e corresponde a US$ 11,028 bilhões.
Publicidade
Férias fazem cotação subir
A forte valorização do dólar também tem grande influência do período de férias. Muitos brasileiros aproveitam para viajar ao exterior e compram moeda, pressionando o câmbio.
Publicidade
Turistas que usam cartão de crédito devem ficar atentos. Ao receber a fatura vão pagar o valor considerando a cotação do dólar na data do recebimento do boleto.
O principal índice da Bolsa de Valores fechou ontem no vermelho, com investidores promovendo lucros após duas fortes altas.
Publicidade
O Ibovespa recuou 0,87%, aos 51.185 pontos. Na semana, subiu 2,27%. O giro financeiro do pregão foi de R$ 6,5 bilhões.