Por bferreira

Rio - O mercado acionista reagiu bem ao anúncio da entrada em operação da nova plataforma da Petrobras, a P-58, na Bacia de Campos. Segundo a empresa, o poço “apresentou excelente produtividade, conforme esperado”. Com isso, a estatal viu suas ações subirem cerca de 3% na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), depois de fecharem na véspera na cotação mínima em pouco menos de nove anos.

Impulsionado pelos papéis da petroleira, o Ibovespa, principal indicador da bolsa, teve alta de 2,29%, a 46.150 pontos, retomando ganhos depois de quatro semanas seguidas de baixa.

Com capacidade para processar diariamente até 180 mil barris de petróleo e seis milhões de metros cúbicos de gás natural, a P-58 está situada no Parque das Baleias, a cerca de 85 km da costa do Espírito Santo, em águas com profundidade de 1,4 mil metros.

A exportação de óleo da plataforma será feita por meio de navios. Já o escoamento de gás natural passará por um gasoduto até a Unidade de Tratamento de Gás de Cacimbas, em Linhares, no Espírito Santo.

Mais cinco plataformas até dezembro de 2017

De acordo com o Plano de Negócios e Gestão 2014-2018 da Petrobras, três novas plataformas entrarão em operação no segundo trimestre deste ano. A P-62 funcionará em Roncador, na Bacia de Campos. No campo de Papa Terra ficarão a P-61 e a plataforma semissubmersível. Presidenta da companhia, Maria das Graças Foster lembrou que até 2017 serão construídas, no estaleiro Honório Bicalho, no Rio Grande do Sul, as plataformas P-75 e P-77. “O primeiro óleo da P-75 é muito importante porque será em Franco, área cedida à estatal por meio da cessão onerosa, na qual já tem data para operar, em dezembro de 2016. Costumo dizer que 2016 é amanhã”, brincou a presidenta, informando que a P-77 vai ser lançada em dezembro de 2017.

Você pode gostar