Aneel define novas tarifas de energia elétrica para quatro distribuidoras

Consumidores residenciais terão redução de 0,74% nas tarifas, e as indústrias terão aumento de 8,11%

Por leonardo.rocha

Rio - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta segunda-feira o aumento médio de 2,64% nas taifas de eletricidade da Ampla, que fornece energia a 2,5 milhões de unidades consumidoras em 66 municípios do Rio de Janeiro. Com a revisão, os consumidores residenciais terão redução média de 0,74% nas tarifas, e as indústrias terão aumento de 8,11%. Os novos índices serão retroativos a 15 de março de 2014.

Aneel aprova aumento médio de 2,64% na revisão tarifária da AmplaReprodução


No pacote, a Companhia Paulista Força e Luz (CPFL Paulista) teve aprovado reajuste de 16,46% para as residências e de 16,1% para as indústrias, também a partir desta terça-feira. A distribuidora atende a 3,9 milhões de unidades consumidoras localizadas em 234 municípios de São Paulo.

Os processos de revisão e de reajuste tarifário aplicados pela Aneel são diferentes. A revisão das tarifas é feita, em média, a cada quatro anos, de acordo com o contrato de concessão de cada empresa e tem como objetivo analisar o equilíbrio econômico-financeiro da concessão. Por isso, pode haver aumento ou redução da tarifa.

A agência não divulgou os reajustes de tarifas sobre a Light.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia