Sucesso nos negócios: Vizinhos também podem ajudar

Abrir um negócio em uma região onde há outros estabelecimentos do mesmo segmento pode ser boa ideia

Por bferreira

Rio - Abrir um negócio em uma região onde há outros estabelecimentos do mesmo segmento pode ser uma boa ideia. Em alguns casos específicos, a concorrência vai estimular e ajudar a reformular o seu empreendimento.

A dica principal é estar sempre atento aos movimentos da loja competidora. O que ela faz de melhor? O que há de inovador? Essas perguntas podem oferecer um novo caminho à iniciativa.

Antes de inaugurar o estabelecimento, no entanto, avalie de que forma o seu negócio pode se diferenciar dos outros e, assim, não sofrer com a concorrência.

O empreendedor precisa transformar os vizinhos em clientes ou verificar a possibilidade de abrir a loja em outro endereço.

Veja abaixo mais informações sobre o assunto.

Por Cezar Vasquez

PERGUNTA E RESPOSTA

“Minha sorveteria ganhou um concorrente há pouco tempo. Quais riscos o meu negócio corre com isso?”

Flávia, Copacabana

Prezada Flávia, um novo concorrente nem sempre divide o mercado. Vai depender muito do tipo de serviço ou produto que ele ofereça e se atinge o mesmo público ou desejo de consumo que o seu negócio. É claro que riscos sempre existem, mas vamos nos concentrar no que você deve fazer para minimizá-los e para enfrentar o novo concorrente.

Atualmente, existe variedade de sorveterias, que concorrem não apenas com grandes redes do produto industrializado, mas também com os pequenos negócios artesanais de bairro.

Uma estratégia é tentar fazer diferente dos outros, tanto no que diz respeito ao ponto comercial quanto aos produtos. As diferenças podem ser a apresentação da loja, a exclusividade dos produtos, a identificação com a marca e as ações de comunicação.

Vale destacar também que é importante manter uma equipe capacitada para dar um atendimento de qualidade, garantindo a fidelidade dos clientes. Um produto bom e diferenciado também atrai naturalmente os consumidores.

É bom lembrar que o concorrente nos ensina muito: seus pontos fortes podem ser implantados em sua empresa e, ao identificar seus pontos fracos, você deve evitar repeti-los. Se possível, seja cliente do seu concorrente e saiba o que ele está fazendo de diferente. Outra opção é abordar um cliente que saiu da concorrência como se estivesse fazendo uma pesquisa. Faça perguntas como: porque comprou nesta loja? Você voltaria a comprar? O que essa loja não tem que gostaria que tivesse?

Enfim, ao estudar o ambiente onde está inserida, você pode identificar o que precisa ser mudado ou reforçado no seu negócio. Pode ser que, a partir dessa análise, você conclua que precisa mexer no seu produto ou apenas mudar a forma de atendimento ou de comunicação. De qualquer forma, o importante é que a mudança não faça você perder o DNA do seu negócio. Boa sorte!

Cezar Vasquez é superintendente do Sebrae-RJ. Amanhã, Sucesso nas Compras

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia