É bom ter cuidado com os seus sites

Especialista teme ataques a sites dos patrocinadores da Copa

Por bferreira

Rio - Não digam que não avisei: vai ter Copa. Bom, mas o Geraldo Guazzelli, diretor da Arbor Networks no Brasil, faz um alerta. Segundo ele, os protestos contra o campeonato certamente vão sair das ruas e ganhar também a forma de ataques a sites de entidades e empresas ligadas ao Mundial. A Fifa não seria o único alvo, e os patrocinadores devem cuidar seriamente de sua segurança digital, assim como o governo brasileiro, que está longe de ser exemplo na área. Agruras da internet.

Protestos contra a Copa certamente vão sair das ruas e ganhar também a forma de ataques a sites de entidades e empresas ligadas ao MundialArte%3A O Dia

A Arbor trabalhou na prevenção a ataques durante a Olimpíada de Londres, em 2012, bloqueando 212 milhões de ataques maliciosos, originados em todos os cantos do mundo. O problema é que a Copa começa daqui a uma semana. Será que sofreremos algo parecido? Ou teremos estrutura para aguentar o tranco?

“Diria que o nível de preparação hoje não é o adequado para o que vamos enfrentar na Copa”, diz o Guazzelli. “A segurança hoje tem que ser em camadas, o que implica uma certa preparação do usuário também. Está muito em cima da hora para implantar dispositivos seguros nas corporações, mas o trabalho de consultoria e preparação ainda é necessário”, avalia.

Resta-nos torcer, então, para que tudo dê certo. E que o comitê organizador da Olimpíada do Rio comece logo a tomar tendência, porque a tendência, pra variar, é piorar.

EIS UMA BOA IDEIA

O Sebrae/RJ lança no próximo dia 10 o Programa Sebrae Inteligência Setorial, que pretende apoiar os empresários na hora de tomar decisões para os seus negócios. As informações estratégicas serão acessadas via www.sebrae inteligenciasetorial.com.br. Neste primeiro momento, o foco está dividido entre os setores de construção civil, moda e joias, petróleo e gás e turismo. Os empresários terão acesso a boletins, oportunidades, relatórios de tendências e cases de sucesso. O ambiente contará com dicas sobre como usar, na prática, as informações estratégicas. O serviço será gratuito. Os mapas de informações estratégicas foram construídos de forma colaborativa, a partir da demanda dos empresários, representantes de entidades, associações, sindicatos e instituições parceiras do Sebrae-RJ. A expectativa é de que mais de 3.500 empresas do Rio se inscrevam no portal no primeiro ano. O espaço estará aberto tanto para pessoas jurídicas como físicas.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia