Polícia Federal aceita 15,8% de reajuste

O termo de acordo já foi assinado e agora depende da tramitação no Congresso

Por bferreira

Rio - A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) aceitou a proposta do governo, que ofereceu 15,8% de aumento até janeiro de 2015. É o mesmo índice de reajuste concedido às demais categorias contempladas em 2012. O termo de acordo já foi assinado e agora depende da tramitação no Congresso.

Isso porque o governo federal teve que enviar um projeto de lei que altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2014. O texto inclui entre as despesas o aumento dos escrivães, agentes e papiloscopistas da PF. Com o envio do texto, representantes da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) vão pressionar a Câmara dos Deputados para aprovação do projeto de lei. A categoria já ameaçou fazer operações padrões que provocariam atrasos em emissão de passaportes.

A corrida contra o tempo se dá pelo prazo previsto pela legislação eleitoral, de que o Executivo não pode conceder aumentos e reestruturar carreiras a partir de 4 de julho. Se o Congresso não aprovar o texto ainda este mês, o aumento será concedido somente em janeiro. Segundo o presidente da Fenapef, Jones Legal, cerca de oito projetos trancam a pauta do Congresso.

O Planejamento informou à coluna que será enviado projeto de lei para tornar os cargos de escrivão, agente e papiloscopista da PF de Nível Superior.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia