Opções românticas na estreia do Brasil

Dicas vão desde curtir em casa a jantar em motel por até R$ 600

Por bferreira

Rio - O Dia dos Namorados este ano será atípico. Com a data dividindo o mesmo dia da estreia do Brasil na Copa do Mundo, os casais vão se desdobrar para não deixar o romantismo de lado. Pesquisa feita pelo DIA mostra que a combinação de jantar em restaurante, mais motel no fim da noite vai sair entre R$ 100 e R$ 600, em média. Para economizar, a opção é programar uma comemoração em casa.

Caroline Trindade e Fernando Eyer vão comemorar o Dia dos Namorados em casa para escapar dos preços altos e de restaurantes lotadosPaulo Araújo / Agência O Dia

“Jantar na rua está muito caro e os bares e restaurantes sempre ficam cheios no Dia dos Namorados. Então vamos cozinhar em casa e comemorar com tranquilidade para evitar gastar muito dinheiro e poupar tempo”, conta Caroline Trindade, 22 anos, que namora Fernando Eyer, de 20.

Consultor de varejo do Grupo Azo, Marco Quintarelli aconselha que os casais planejem a comemoração com base no horário do jogo entre a seleção brasileira e a Croácia, que começa às 17h. Caso sejam fãs de futebol, podem fazer um programa a dois antes da partida e depois, se o Brasil ganhar, comemorar com amigos. Outra possibilidade é assistir ao jogo do Brasil e comemorar o Dia dos Namorados depois, à noite.

“Com a Copa, fica mais difícil para o casal se programar e passar o dia todo junto. Mas é possível aproveitar de outras formas. O homem pode comprar um bom vinho, que é algo que impressiona, e levar flores. Já a mulher pode preparar algum jantar. Ou vice-versa. O importante é não deixar essa data especial passar em branco”, sugere Quintarelli.

Coordenadora do IBGE, Eulina Nunes explica que o preço da alimentação fora de casa, de modo geral, tem aumentado desde que a mulher se emancipou e cozinhar deixou de ser prioridade.

“A demanda por restaurantes aumentou. Mesmo assim, nos últimos anos o índice vem crescendo mais. Em 2013, a alimentação fora de casa quase duplicou o IPCA, ao acumular alta de 10,97% no ano. Além dos alimentos mais caros, os aumentos das contas de luz, água e aluguel também pesam na alta registrada nos restaurantes”, avalia.

DIA DOS NAMORADOS NA PONTA DO LÁPIS

RESTAURANTES
O preço das refeições no Dia dos Namorados varia muito de acordo com a região da cidade. No restaurante Galani, em Ipanema, por exemplo, o prato de filé mignon com molho de pimenta verde e batata frita para uma pessoa custa R$ 60. Já no Ópera, no Centro do Rio, prato semelhante, de filé mignon de frigideira à portuguesa sai por R$ 62. Na Tijuca, porém, o Filé Mignon ao Alto Chico custa R$ 26,90 no restaurante Roma Grill, também para uma pessoa.

MOTÉIS
Os valores também dependem do bairro em que fica o estabelecimento e do período a ser usado. Quatro horas no motel Verlaine, no Centro do Rio, por exemplo, saem por R$ 47. Já no Panda, no Humaitá, o mesmo número de horas custa de R$ 189 a R$ 399. Os menores preços foram encontrados nos motéis da Baixada. O Comanche, em Nova Iguaçu, por exemplo, oferece período de seis horas por R$ 54. Algumas regiões da Zona Norte, como Madureira, também têm opções acessíveis. É o caso do motel Omaha, onde o período de quatro horas custa a partir de R$ R$ 49,90 e, de seis horas, R$ 57,90.

COMPARAÇÃO
No total, considerando gastos com restaurante e motel, o valor fica entre R$ 100,80 e R$ 623. O menor leva em consideração dois pratos de R$ 26,90 e o período de quatro horas no motel por R$ 47. Já a despesa maior considera o jantar com dois pratos de R$ 62, mais o período de seis horas no motel Vip’s, na Avenida Niemeyer, que custa até R$ 499.

GRATUITOS
Casais que não querem gastar dinheiro podem aproveitar as opções gratuitas que a cidade oferece, como visitar o Centro Cultural Banco do Brasil, fazer piquenique no Parque Lage, andar de bicicleta na Lagoa Rodrigo de Freitas, passear no Parque Madureira, entre outros.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia