Quase metade dos brasileiros faz empréstimo consignado para pagar dívidas

Três em cada dez brasileiros já fizeram empréstimos consignados, revela pesquisa do Portal Meu Bolso Feliz

Por tamara.coimbra

Rio - Uma pesquisa realizada pelo Portal Meu Bolso Feliz, iniciativa de Educação Financeira do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), revela que 47% dos brasileiros contratam empréstimo consignado para "pagar dívidas de outros empréstimos como as do cartão de crédito".

Em segundo lugar, a motivação que mais aparece é a de "comprar eletrodomésticos e móveis", com 15%, e, em seguida, "pagar contas como aluguel, condomínio, luz, telefone, escola", com 14% das respostas. Ainda de acordo com o levantamento divulgado nesta terça-feira, três em cada dez brasileiros (34%) já fizeram empréstimos consignados.

O crédito consignado é um tipo de empréstimo que é cobrado do salário ou da aposentadoria antes mesmo que o trabalhador ou o aposentado possa por as mãos nesse dinheiro. Como o risco de calote para quem empresta o dinheiro é muito baixo, uma vez que as parcelas da dívida são descontadas diretamente do rendimento da pessoa que toma o dinheiro emprestado, essa modalidade de crédito é uma das mais baratas e mais populares do mercado.

Outra informação fundamental diz respeito ao limite máximo que essa linha de admite: de acordo com as determinações do Banco Central, o valor da parcela do empréstimo não pode ser maior do que 30% do salário ou da aposentadoria da pessoa que toma emprestado. Sendo assim, se um trabalhador ganha R$ 1,8 mil por mês, o valor de cada parcela não pode ser maior do que R$ 600, por exemplo.

Todos os trabalhadores com carteira assinada (desde que o empregador tenha convênio com o banco), os funcionários públicos, os pensionistas e os aposentados podem pedir esse tipo de empréstimo. Os bancos em geral tendem a dar condições melhores aos funcionários públicos e aos aposentados por conta da estabilidade nos recebimentos que em média esse tipo de pessoa tem.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia