Lucro líquido da CSN tem queda de 96% no segundo trimestre

Companhia teve ganhos de R$ 19 milhões no período contra R$ 501,8 milhões em 2013

Por felipe.martins , felipe.martins

Rio - O lucro líquido da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) caiu 96,21% no segundo trimestre deste ano, ficando em R$ 19 milhões, contra os R$ 501,8 milhões obtidos no mesmo período de 2013. O Ebitda — sigla em inglês para o indicador que mede a rentabilidade operacional das amortizações e provisões de uma empresa — ajustado somou R$ 1,3 bilhão. A alta do índice foi de 19% na comparação anual. O resultado acabou ajudado pelos segmentos de siderurgia e mineração.

As vendas de aço somaram 1,263 milhão de toneladas, queda de 20,4% em relação a um ano antes. Na comparação com o primeiro trimestre, o recuo foi de 9%.
Segundo comunicado da companhia, a venda de aço ao mercado interno reduziu 24,6% em relação ao mesmo período de 2013, para 918 mil toneladas. Em relação ao trimestre imediatamente anterior, o recuo foi de 9,3%.

Já a venda de cimento no segundo trimestre foi de 564 mil toneladas, gerando uma receita líquida de R$ 113 milhões e um Ebitda de R$ 34 milhões. A receita líquida companhia somou R$ 4,05 bilhões e ficou praticamente estável em relação aos R$ 4,06 bilhões de 2013.

O resultado financeiro líquido foi, no entanto, negativo em R$ 815 milhões, principalmente por causa de R$ 691 milhões referentes a encargos de empréstimos .

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia