Professores grevistas da rede municipal têm novo desconto no contracheque

De acordo com o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio (Sepe), há casos de docentes que tiveram corte superior a R$ 2 mil

Por felipe.martins , felipe.martins

Rio - Os professores da Prefeitura do Rio que aderiram à última greve da categoria receberam nesta segunda-feira os salários com desconto pelo segundo mês consecutivo. De acordo com o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio (Sepe), há casos de docentes que tiveram corte superior a R$ 2 mil.
Segundo a Procuradoria Geral do Município (PGM), ainda não há uma decisão definitiva do Poder Judiciário sobre manutenção do corte. E, portanto, não há ato ilegal.

Já o Sepe contesta o débito nos pagamentos. Integrante da coordenação do sindicato, Marta Moraes classificou o desconto na remuneração como “atitude autoritária” e completou que “centenas de docentes estão com a situação financeira ainda mais comprometida”.

De acordo com o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio (Sepe)%2C há casos de docentes que tiveram corte superior a R%24 2 milBanco de imagens / Agência O DIA

A coordenadora também criticou o adiamento da decisão sobre a legalidade do débito nos salários. O Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio adiou o julgamento de ontem para a segunda quinzena deste mês. “Enquanto não se define, a prefeitura faz o que quer e os professores não têm mais o que fazer”, argumentou.

Os profissionais da rede municipal têm assembleia marcada para o próximo dia 23.
No âmbito estadual, a Secretaria de Educação reiterou ontem que qualquer débito no contracheque do docente será devolvido entre os dias 11 e 15 deste mês, por meio de folha suplementar.

O Sepe também informou que vai conceder novo auxílio de R$ 200 aos profissionais da rede estadual que tiveram desconto na remuneração. O pagamento começa hoje e será das 12 às 18h. O sindicato solicitou que os profissionais do estado que já receberam a restituição do desconto de greve, efetuem a devolução da ajuda de custo para o fundo de greve.

CASA PRÓPRIA: FINANCIAMENTO

O Previ-Rio anunciou nesta segunda a relação de 12 apartamentos situados no conjunto residencial de sua propriedade, na Estrada Adhemar Bebiano 1.185, em Inhaúma, que estarão disponíveis para financiamento. O repasse será feito por sorteio para os servidores da Prefeitura do Rio. O preço médio de cada unidade ficou em R$110 mil. Informações: www.rio.rj.gov.br/previrio.

MÉDICOS PERITOS: REUNIÃO HOJE

O Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro informou nesta segunda-feira que o secretário municipal de Administração, Paulo Jobim, vai receber hoje os médicos peritos da rede da Prefeitura. O encontro será às 15 horas, na sede da pasta. Os servidores aguardam boa proposta por parte do Poder Executivo, para que o movimento grevista possa ser suspenso o quanto antes.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia