Por bferreira

Rio - O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) lançou ontem novo edital de concurso. Desta vez, as vagas são para analista judiciário que exige Nível Superior. São 118 chances com salários iniciais de R$5.794,26. As inscrições começam na próxima segunda-feira e vão até 3 de novembro no site da banca FGV (www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/tjrj). A taxa é de R$ 68 e as provas estão marcadas para 14 de dezembro.

As vagas são para analista judiciário nas especialidades de execução de mandados (34), Comissão de Justiça, da Infância, da Juventude e do Idoso (23), psicólogo (15) e assistente social (46). Haverá reserva mínimo de 5% das vagas para os candidatos com deficiência.

PROVAS OBJETIVAS

O concurso terá prova objetiva de Língua Portuguesa, noções de Direito Administrativo e Constitucional, consolidação normativa e legislação complementar, Código de Organização e Divisão Judiciária do Estado do Rio de Janeiro (Codjerj), conhecimentos específicos, além de prova discursiva. Os aprovados terão auxílio-refeição e/ou auxílio-alimentação, auxílio-locomoção, assistência médica e auxílio-creche. No entanto, para o cargo de execução de mandados terá gratificação de R$1.738,27.

A especialidade execução de mandados é para bacharéis em Direito. Para o cargo de comissário de Justiça, da Infância, da Juventude e do Idoso os interessados devem ser graduados em Direito, Administração, Serviço Social, Sociologia, Psicologia ou Pedagogia. No caso das vagas de psicólogo e para assistente social é preciso ser formado na área específica e estar inscrito no conselho regional da profissão.

A advogada Raquel Feital, 35 anos, já vinha estudando para este concurso. “Agora é intensificar em questões de provas anteriores. Como sou advogada, vou concorrer ao cargo de execução de mandatos”, disse a concurseira, que faz simulados pelo site Questões de Concursos. “É excelente para treinar o tempo de prova”, acrescenta.

No início do mês, o TJ-RJ já havia aberto concurso para 90 vagas de técnico judiciário (Nível Médio) que está com inscrições abertas até o dia 15 (taxa R$ 58).

DICAS

CLASSIFICAÇÃO
Fernando Bentes, diretor acadêmico do site Questões de Concursos, alerta o candidato quanto ao método de classificação do concurso. Ele informa que a prova de conhecimentos específicos tem uma pontuação muito grande (100 pontos), mas só será corrigida pela banca se houver um alto número de acertos na prova objetiva, que vale 70. “O critério de desempate se baseará na seguinte ordem: pela maior nota da prova discursiva, depois a objetiva e, por último, nas disciplinas de conhecimentos específicos”, orientou Bentes.

EVITAR ‘DECOREBA’
Claudete Pessôa, professora do Universo do Concurso e do Super Professores, conta que a banca da FGV costuma exigir do candidato a aplicação do conhecimento, não apenas a decoreba isolada. “Assim, é preciso estudar as legislações indicadas de forma integrada, tendo em vista que as mesmas se complementam”, explicou a professora. Para facilitar a vida do concurseiro, a especialista oferece gratuitamente em seu site as legislações (www.claudetepessoa.com.br).

AULÃO BENEFICENTE
Será de Direito Administrativo com a professora Pollyana Dieine, no próximo dia 19, no Universo do Concurso, que fica na Rua Silveira Martins, 151, no Catete. As inscrições são pelo e-mail: [email protected] Basta levar um pacote de fralda infantil. Mais informações: (21) 98585-1478.

Você pode gostar